quinta-feira, 22 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Diamantes

de 12/6/2005 a 18/6/2005

"Nemo turpitudinem suam potest Alegare, ou turpitudinem suam allegans non auditur? Para quem não conhece, existe uma reserva indígena chamada Roosevelt, que fica em Espigão D’Oeste, a 534 km de Porto Velho. Lá na reserva, há a exploração ilegal de diamantes. Pois não é que um dos principais líderes daquela comunidade, o cacique Nacoça Pio Cinta Larga, declarou que o governador Ivo Cassol (aquele das fitas gravadas) pediu ao cacique uma comissão de 2% sobre a produção dos diamantes explorados ilegalmente pelos indios e garimpeiros? A informação do cacique é no sentido de que o governador, pelos tais 2%, providenciaria certos benefícios como estradas, escolas, postos de saúde e, até, a legalização da atividade de garimpo dentro da reserva. O governador reage afirmando que é tudo mentira. E, de fato, só pode ser mentira, já que não se conhece quem, na política brasileira, dotado portanto de poder de barganha e moeda de troca, fosse se contentar com míseros 2%..."

Wilson Silveira - escritório Newton Silveira, Wilson Silveira e Associados - Advogados e CRUZEIRO/NEWMARC Propriedade Intelectual - 16/6/2005

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram