OAB

2/8/2012
Celso Jonusan

"A proposta parece revanchista... Entretanto, o Exame de Ordem é uma anomalia que deve envergonhar os defensores da lei. Para quem se formou em Direito exige-se... E para os formandos em Farmácia, Odontologia, Engenharia, etc.? Por qual razão para eles só se exige a colação de grau? Onde está o princípio da isonomia consagrado no caput do art. 5º do texto constitucional? E o advogado, como fiscal da lei, função que exerce para seus clientes, inclusive para o povo, pois este é defendido pelo MP, permitir essa irregularidade? Se há Exame de Ordem para os graduados em Direito, que haja também para os graduados em outras profissões... Enquanto isto não ocorrer, cancele-se aquele que se realiza para os que se formam em Direito!"

Envie sua Migalha