segunda-feira, 26 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas

de 17/5/2015 a 23/5/2015

"Olá, Professor. Eu gostaria de saber qual é a forma correta: Juiz(a) ou Juiz(íza)? Vejo as duas em petições, mas gostaria de saber qual a mais gramatical. Grato."

Jorge Coelho - 18/5/2015

"'De ordem do juiz' ou 'Por ordem do juiz': qual a construção correta? Grato, professor."

Marcos César Cerqueira - 18/5/2015

"É correto o uso do verbo culminar em construções como a seguinte, encontrada em voto de eminente ministro do STF: '(...) as investigações criminais necessárias que culminaram na posterior formulação das pertinentes acusações penais'. Obrigado pela orientação."

Marcos César Cerqueira - 18/5/2015

"Professor, se 'perceber' equivale a 'aperceber' na acepção de notar, qual a razão de os gramáticos condenarem o emprego de tais termos em todo e qualquer caso? Obrigado."

Marcos César Cerqueira - 19/5/2015

"A expressão 'para além de', em frase como esta, retirada do jornal O Globo, não constitui modismo e erronia gramatical: 'Em outras palavras, a alteração que propõe o Ministério Público Federal, 'para além de' não violar nenhuma garantia constitucional, ainda racionaliza o sistema jurídico (...)'? Obrigado, professor."

Marcos César Cerqueira - 19/5/2015

"Qual é o correto? 'Contra-recibo', 'contrarrecibo' ou 'contra recibo'?"

Maria do Socorro Martins - 20/5/2015

"Parabéns (Gramatigalhas - 20/05/15 - clique aqui)! Excelente explicação (eu não esperava nada diferente, claro!), professor! Questões sobre explicativas e restritivas me deixam, muitas vezes, de cabelo em pé! Um abraço."

Julio de Souza - 21/5/2015

"É correto o emprego da palavra 'documentações' na frase: 'documentações de empréstimo de cadeiras'?"

Francisco Teobaldo Gonçalves Marques - 22/5/2015

"Bom dia. Como sabemos todo operador do Direito é um eterno estudante e aprendiz, e Migalhas é um importante instrumento de aprendizado e atualização. Estava acompanhando o boletim 3.620 de 21/05/15, li a chamada 'Comentário calunioso - Ação penal - Agente público' e a chamada seguinte foi: 'Dois pesos, duas medidas?' E quando vejo este termo 'Dois pesos, duas medidas', fico incomodado, pois, para mim, se são dois pesos, logicamente seriam duas medidas. Por isso gostaria de perguntar ao Professor José Maria da Costa, se o correto não seria: 'Dois pesos e uma medida', ou seja, para duas situações diferentes a mesma resposta/resultado, ou 'Um peso e duas medidas', uma mesma situação ou um mesmo fato, mas com resposta ou resultado diferente a depender da situação ou para quem a resposta. Acredito eu que o correto seria: 'Um peso e duas medidas', uma mesma situação que porém em certas circunstâncias ou, melhor, para certa pessoa teria um desenrolar, uma quantificação diferente em relação a outra pessoa. Grato."

Wanderley Neves - 22/5/2015

"Dr. José Maria da Costa, de início, parabenizo e, como leitor, agradeço pela excelência de seus artigos e respostas. Uma dúvida me persegue: é corriqueiro nos depararmos com construções frasais semelhantes a 'requer seja o agravo recebido', ou 'requer-se seja o recurso provido' e afins. É correto? Parece-me mais adequado algo como 'requer o recebimento do agravo em seus efeitos' ou 'requer que o recurso seja provido', ou, ainda, 'requer que seja julgada procedente a demanda'. Qual a forma certa, Dr.?"

Anderson Toni - 22/5/2015

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram