domingo, 25 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Artigo - Você respeita o delator?

de 5/7/2015 a 11/7/2015

"A delação premiada é o restabelecimento de uma virtude humana, cansada da praxe em ser explorada, indevida coagida para realização das atividades empresariais (Migalhas 3.650 - 6/7/15 - "Você respeita o delator ?" - clique aqui). É o vício da coação. Dilma assinou essa lei. O caso Petrolão assume repercussões de seu próprio gigantismo. Essa 'turma' que instituiu o slogan 'O petróleo é nosso', e a manutenção de sua estatização, visou viver às custas dela. Imaginaram um verdadeiro Abu Dhabi, onde todos usufruem do petróleo (enquanto existir). Por conseguinte, a delação demonstra quanto eram submetidos à GRAÇA da Petrobras."

Mauricio Alves - 6/7/2015

"O artigo está bem fundamentado, sobretudo porque apela à ética, 'a uma nova camada ética' (Migalhas 3.650 - 6/7/15 - "Você respeita o delator ?" - clique aqui). Mas, questiona, no mundo digitalizado, sofisticado cientificamente, vamos confirmar o conceito de delatar (ético) para nos valermos dele e ser um 'dedo duro' vulgar? E não estamos abdicando dos valores do processo, enquanto garantia pétrea, para, comodamente, jogarem no vale da podridão tudo o que a pequenez democrática nos garante? É a delação a razão de ser do Patriotic Act tupiniquin?"

Jayme Vita Roso - 7/7/2015

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram