quinta-feira, 22 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Cunha X OAB

de 5/7/2015 a 11/7/2015

"O Conselho Federal da OAB está a divulgar resultado de pesquisa, na qual segundo 74% da população quer o fim do financiamento privado de campanhas eleitorais, e pede respeito à vontade da população. Então a entidade está a admitir que a maioridade penal deve ser reduzida, permitindo reduzir a impunidade dos menores criminosos e o sofrimento de suas inúmeras vítimas, pois 90% da população também quer a redução. Aliás, deveria a OAB Federal começar a fazer uma pesquisa para saber se os advogados estão satisfeitos com a atual forma de eleição dos dirigentes da entidade, que não é direta e restrita aos 81 conselheiros federais."

Luiz Augusto Módolo de Paula - 7/7/2015

"Sem delongas: Marcus Vinicius e Migalhas, sinto-me representado por vocês (Migalhas 3.652 - 8/7/15 - "Cunha X OAB" - compartilhe). Essa foi no fígado! Certamente o despótico irá tergiversar."

José Aranda Gabilan - 8/7/2015

"Alguém sabe a resposta: Qual é o lucro da OAB na realização de cada Exame de Ordem (Migalhas 3.652 - 8/7/15 - "Cunha X OAB" - compartilhe)?"

Leandro Roque de Oliveira Neto - 8/7/2015

"Não concordo em muitas coisas com nosso presidente da Câmara, mas vejo a Câmara trabalhando (Migalhas 3.652 - 8/7/15 - "Cunha X OAB" - compartilhe). Quem bom! Quanto à OAB, como membro que sou... sei não! Não trabalha e faz tempo. E quando trabalha é contra punir menor de 17 anos e 11 meses de idade que comete o mais bárbaro dos crimes. Não estou falando em solução dos problemas da criminalidade, falo em punir quem pratica."

Daniel Flávio de Lima - 8/7/2015

"Por outro lado, a OAB costuma ignorar solenemente a opinião pública quando o tema é sensível ao posicionamento da Ordem (Migalhas 3.652 - 8/7/15 - "Cunha X OAB" - compartilhe). Basta ver como se manifesta sobre a redução da maioridade penal e o desarmamento. Não pode ter as duas coisas: ou a OAB aceita a opinião pública ou não."

Alex Mamed - 8/7/2015

"Mas, todos os deputados votaram para a escolha do presidente da Câmara e não apenas uma panela como é o caso da OAB Federal, inclusive com regras que dificultam o aparecimento de chapa concorrente ao exigir aprovação dos Conselhos Seccionais (Migalhas 3.652 - 8/7/15 - "Cunha X OAB" - compartilhe)."

Pedro Borges - 8/7/2015

"Não existe opinião púbica para a OAB Federal quando a mesma não serve aos objetivos politicamente corretos dos mogul da advocacia, travestidos de líderes dos advogados (Migalhas 3.652 - 8/7/15 - "Cunha X OAB" - compartilhe). Esse pessoal transformou a OAB num super grêmio estudantil onde se brinca de faz de conta com uma irresponsabilidade juvenil. Mas esperta no seu ativismo, como a UNE, a CUT, os blackbloc, o sindicalismo desvairado de alguns professores, funcionários públicos & cia. Gente que é mais igual que nós, embora paguemos a conta."

Alexandre de Macedo Marques - 8/7/2015

"A OAB tem efetivamente a aparência de um cartel manipulado por um grupinho de advogados que defendem grandes interesses (Migalhas 3.652 - 8/7/15 - "Cunha X OAB" - compartilhe). Ela utiliza recursos da taxa cobrada de todos os advogados e do prestígio da advocacia, embora, mais das vezes, defenda interesses distantes da classe, além de manipular a opinião pública sem vantagem para a advocacia. A crítica, no entanto, deve efetivamente se resumir às ideias e ambos os protagonistas devem ser respeitados. A reforma política deve ser ampla e irrestrita, cuidando, igualmente, da OAB e das demais autarquias de controle das atividades profissionais, para que elas correspondam efetivamente aos interesses das repectivas profissões em harmonia com os interesses da sociedade."

Eduardo Weaver - 8/7/2015

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram