sábado, 24 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Apoio - Sérgio Moro

de 9/8/2015 a 15/8/2015

"Como se aferir a fundamentação plena sem vistas aos autos (Migalhas 3.673 - 6/8/15 - "Juízes em Ação" - clique aqui)? Que absurdo apoiar por apoiar ou pelo sentimento de pertencimento a uma classe ou mero corporativismo? Uma ingenuidade, um descompromisso com a verdade, um amadorismo, uma crua irresponsabilidade."

Iran Bayma - 9/8/2015

"Penso que este apoio veio em hora oportuna (Migalhas 3.673 - 6/8/15 - "Juízes em Ação" - clique aqui). Ainda há tempo de restabelecer um mínimo de moralidade pública e civil neste país. É tempo de o Poder Judiciário tomar suas responsabilidades e fazer valer a lei para todos, principalmente para os criminosos que roubam o erário e os criminosos que roubam a paz de quem é correto com seus deveres. O homem de bem não aguenta mais tanta maldade e corrupção. Chega de corporativismo nas instituições. Vamos prestigiar o mérito e a dignidade das pessoas de bem. Se não for pelo amor, certamente será pela dor."

Alcimar Santos Viana - 9/8/2015

"MM. juiz, todos os brasileiros que querem a ordem e Justiça no país e destruição de todas as raizes da corrupção estão ao lado de suas brilhantes e valiosas ideias (Migalhas 3.673 - 6/8/15 - "Juízes em Ação" - clique aqui). O seu valioso trabalho engrandece também a democracia e o direito de todos. O nível que alcança a corrupção está colocando em xeque a democracia, na ameaça de intervenção militar."

Olimpio de Oliveira Passos - 10/8/2015

"Juízes que não se omitem, não abaixam a cabeça e encaram desafios, devem ser protegidos de tudo e de todos os que não querem um Brasil passado a limpo (Migalhas 3.673 - 6/8/15 - "Juízes em Ação" - clique aqui)."

Martiniano Antonio da Cruz - 11/8/2015

"Não consigo aceitar que um juiz necessite de apoio (Migalhas 3.673 - 6/8/15 - "Juízes em Ação" - clique aqui). O juiz tem que cumprir o seu dever constitucional que lhe foi outorgado pelo ente estatal, e mais nada. Cartas de apoio numa hora dessas, no meu humilde sentir, representam um retrocesso institucional e ausência de sensibilidade deontológica. Se o juiz possui a autoridade estatal para julgar os litígios humanos e sociais, que o faça, sem fofocas corporativistas. Do eco alarmista desses 'apoios', enxergo o nosso Estado de Direito, o nosso regime de Democracia sendo fragilizado e exposto ao sentimento humano mais rasteiro que existe, a hipocrisia. De qualquer forma, que Deus abençoe o doutor Sérgio Moro, no desempenho de suas atividades jurisdicionais."

Cleanto Farina Weidlich - 11/8/2015

"Enquanto tomava um mate
Li tua migalha, Cleanto,
E encostei a cuia num canto
Pra escrever um arremate;
O juiz Moro em bom combate
Pra enfrentar essa 'casta'
Não se esconde numa casca,
E se por algo é apoiado,
Tem dá Justiça o cajado
De pau ferro que não lasca."

Mano Meira - 14/8/2015

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram