domingo, 25 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Exame da Ordem

de 9/7/2006 a 15/7/2006

"Acho o cúmulo essa proposta, uma vez que seria muito difícil, não impossível, mas difícil, o controle dos processos ou dos órgão onde esses advogados atuariam (Migalhas 1.449 – 7/7/06 – "Migas – 19" – clique aqui). Só se a carteira do advogado fosse 'chipada' (lembram da matéria?), e assim todos os advogados estariam sendo submetidos ao controle, por parte de funcionários de Fóruns, que nada tem com a OAB, e que estariam assim exercendo quase que um 'poder de polícia' sobre os profissionais, o que seria ridículo."

Cândido Miranda Junior - 10/7/2006

"Responsabilizar os candidatos e escolas pelo fracasso nos concursos é uma visão parcial dos fatos (Migalhas 1.448 – 6/7/06 – "Exame da OAB"). Primeiro porque as Faculdades não são cursinhos para concurso. E em segundo, verifica-se muito comumente o despreparo dos examinadores, os quais não sabem o que perguntar e nem fundamentam as respostas colocadas como certas. Fazem muitas vezes mero patrulhamento ideológico e avaliam apenas memória em vez de inteligência, criatividade e capacidade de trabalho e competência."

André Luís Alves de Melo - promotor de Justiça em MG e Mestre em Direito Público pela UNIFRAN - 10/7/2006

"Lula prometeu criar empregos. Está cumprindo a promessa. Se alguém estiver achando que isto é falso, entre no site. REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL - Ministério do Trabalho (clique aqui)

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DE MÃO-DE-OBRA

5198 :: Profissionais do sexo  

Competências pessoais 

1 Demonstrar capacidade de persuasão

2 Demonstrar capacidade de expressão gestual

3 Demonstrar capacidade de realizar fantasias eróticas

4 Agir com honestidade

5 Demonstrar paciência

6 Planejar o futuro

7 Prestar solidariedade aos companheiros

8 Ouvir atentamente (saber ouvir)

9 Demonstrar capacidade lúdica

10 Respeitar o silêncio do cliente

11 Demonstrar capacidade de comunicação em língua estrangeira

12 Demonstrar ética profissional

13 Manter sigilo profissional

14 Respeitar código de não cortejar companheiros de colegas de trabalho

15 Proporcionar prazer

16 Cuidar da higiene pessoal

17 Conquistar o cliente

18  Demonstrar sensualidade

Dado o elevado índice de reprovação no Exame da OAB/SP, talvez seja oportuno divulgar essa importantíssima iniciativa do Governo Federal. Saudações."

Adilson Abreu Dallari - 10/7/2006

"Comentários sobre o Programa de Qualificação de Mão-de-obra. 1 - Demonstrar capacidade de persuasão. Botar silicone. 2 - Demonstrar capacidade de expressão gestual. Dançar Axé ou coisa do gênero. 3 - Demonstrar capacidade de realizar fantasias eróticas. Fantasie-se de Hambúrguer. 4 - Agir com honestidade. Não vale fingir. 5 - Demonstrar paciência. Você tem que entender que, depois de velho e cansado, demora pra ficar de pé. 6 - Planejar o futuro. Investir em Seguro contra Arrombamentos. 7 - Prestar solidariedade aos companheiros. Ofereça uma mãozinha. Literalmente! 8 - Ouvir atentamente (saber ouvir). Desista. Isso é humanamente impossível. 9 - Demonstrar capacidade lúdica. Faça malabarismos nos semáforos. Use uma tocha para esquentar o clima. 10 - Respeitar o silêncio do cliente. É isso aí. Depois que falha, é melhor deixar quieto. Não insista. 11 - Demonstrar capacidade de comunicação em língua estrangeira. Aprenda a falar 'Duck'. É muito 'dácil'! 12 - Demonstrar ética profissional Isso é complicado. Como trabalhar se você não pode **** os outros? 13 - Manter sigilo profissional. Ninguém pode saber que seu filho está no Congresso e que o colega de trabalho dele está com você. 14 - Respeitar código de não cortejar companheiros de colegas de trabalho. É proibida a competição. 15 - Proporcionar prazer. Diga que os gastos são dedutíveis do Imposto de Renda! 16 - Cuidar da higiene pessoal. Tome banho antes, durante e após o serviço. 17 - Conquistar o cliente. Se você estiver fazendo malabarismo no semáforo, vestido de hambúrguer, isso será facílimo. 18 - Demonstrar sensualidade. Ponha um morango na fantasia de hambúrguer."

Daniel Silva - 10/7/2006

"É o fim da picada, mesmo... só faltou dizer, no dito programa de qualificação de mão-de-obra das prostitutas e afins: Competências pessoais, item 19: Avisar os 'clientes' que nossa categoria é a que mais facilmente dissemina todo tipo de doença venérea, principalmente a AIDS, para que depois o 'cliente' não diga que não avisamos."

Roberto Lisboa Cartagenense - 11/7/2006

"Tenho ouvido os seguintes comentários sobre o Exame de Ordem: o sonho de muitos advogados recém-formados é ver publicada, num jornal ou periódico jurídico, alguma dessas confissões feitas por examinadores da OAB, nos corredores de Fóruns da vida, em que eles atestam que, se fossem submetidos hoje a esse Exame de vetusto formato, não conseguiriam passar, porque dizem que ‘há muitos detalhes que nunca vimos na vida’. O examinador da OAB funciona assim: ele tem as respostas certas num gabarito orientador, e de vez em quando tem paciência para analisar o esforço do candidato. No mais, a imagem que a OAB passa, de seus examinadores, é de pura preguiça e desconhecimento jurídico mesmo. A humilhação a que são submetidos os examinados pode, em alguns casos, deixar marcas por muitos anos, humilhação que começa no descaso com a redação da peça prático-profissional, e vai até a problemática da ausência de critérios padronizados de correção. Não são razões de ordem técnica, ou de impedimento da proliferação de faculdades de baixo nível, que mantém o Exame da OAB dificílimo. É simplesmente a união de um tipo de orgulho institucional com a falta de vontade política interna, aliados ainda à falta de reuniões concretas para análise aprofundada a respeito dos sistemas jurídicos de avaliação. Em outras palavras, puro comodismo humilhante e conservador. Só isso. Esse é o tipo de revolta, inclusive de pessoas que passaram no Exame da OAB, que muitas vezes ouvimos nos Fóruns, Cartórios e Faculdades de SP, ao longo da carreira."

Virgilio Ines Pereira - 11/7/2006

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram