terça-feira, 20 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Reforma trabalhista

de 17/12/2017 a 23/12/2017

"O judiciário (assim mesmo com minúscula) mais caro do planeta Terra, deveria se dar ao respeito e fazer como fez apenas um, que eu saiba até agora, apenas um juiz - esse sim merecedor de maiúsculas pela coragem: decretou a inconstitucionalidade dessa 'reforma' que, claro atende apenas e tão somente aos interesses escusos de um capitalismo que neste país só cria desigualdades e mantém uma casta maldita que nos faz ter os piores índices do planeta também: pior nível educacional, mortes no trânsito, etc. (Migalhas quentes - 13/12/17 - clique aqui). Não digam, senhoras e senhores que uma coisa não esteja ligada a outra, pois está sim."

Jorge Hidalgo - 19/12/2017

"Essa nova reforma trabalhista é uma vergonha (Migalhas 4.261 - 22/12/17 - "Sucumbência - II" -clique aqui)! Ela só visa o interesse do empregador deixando nós trabalhadores em situações desnecessárias e muitas vezes abusivas."

Nathan Sampaio - 22/12/2017

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram