segunda-feira, 26 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Artigo - A revolução das bengalas

de 23/7/2006 a 29/7/2006

"Sei, ou melhor, sinto na própria carne o que a Dra. Sylvia Romano quis dizer, pois esperava de joelhos, literalmente, por este reajuste (Migalhas 1.460 – 24/7/06 – "Ele que não se cuide !" – clique aqui). Até festejei estupefato, surpreso mesmo, pelos percentuais divulgados, e ao mesmo tempo apreensivo, (seria verdade?), ao saber da notícia. E o que aconteceu? Sabemos, eu e mais alguns milhares de aposentados, qual foi o desfecho. Ato contínuo, de calculadora na mão, já havia feito até alguns cálculos básicos, nas quantidades de alimentos essenciais, que poderia adquirir, para poder comer um pouco mais e melhor, daquilo que só vejo nas gôndolas dos (super)mercados. Ah sim, obrigado, Sua Excelência, Sr. Presidente! Valendo-me do ensejo, peço-lhe 'desculpas até', pois ao refletir melhor, vi que tal aumento, iria onerar, em muito, os cofres da União. E isto seria - além de injusto - algo desleal, demais."

Jose Heitor Machado - 24/7/2006

"Com certeza. A Dra. Sylvia Romano está totalmente correta quanto ao fim que levará os nossos aposentados (Migalhas 1.460 – 24/7/06 – "Ele que não se cuide !" – clique aqui), porém, há um outro lado que pouco conhecem... o lado sujo, em que a oposição, em uma jogada deslavada, buscou diminuir as chances de reeleição do presidente Lula. Todos sabemos que a previdência se encontra num caos completo. Que, por mais 1% que se dê de aumento aos beneficiados, não conseguimos mais cobrir o rombo que se encontra hoje. Agora, aprovar um Projeto de Lei que certamente não foi efetivamente analisado pela comissão temática, constitui uma facilidade já que não se obrigam à execução de tal. Nunca fora proposto tal aumento, mas aprovarem às vésperas das eleições é uma grande sacada. O presidente se encontra encurralado pois se aprovar, certamente será reeleito e não conseguirá cumprir tal promessa, sendo alvo constante de críticas e impopularidade e, caso não aprove, pelo menos cairá em todas as pesquisas. E para o povo, que não conhece nosso processo Legislativo, é muito fácil julgar o que os outros são obrigados a fazer, mas enfrentar e arcar com as conseqüências, aí já é um outro problema... Infelizmente os políticos têm de jogar desta forma, ao invés de demonstrar todas as melhorias que estão dispostos a fazer pelo nosso Brasil."

Caroline Brossa - 24/7/2006

"Cara colega, excelente a puxada de orelha (Migalhas 1.460 – 24/7/06 – "Ele que não se cuide !", Sylvia Romano – clique aqui). Estarei na fila das bengaladas de outubro. Parabéns."

Maria Carmen Novais Fragnan - 25/7/2006

"A Bela. Sylvia Romano (Migalhas 1.460 – 24/7/06 – "Ele que não se cuide !" – clique aqui), esquece que os salários dos aposentados variam de 350 a 46.000 reais, e quem recebe mais de 15 mil reais não pode se queixar da vida, nem ter um reajuste igual àquele que recebe apenas um ou dez salários-mínimos; que o aumento inserido no Congresso visava apenas constranger Lula ao veto; que um aumento inteligente poderia ter sido proposto pelos parlamentares, tal como: reajuste integral para até 10 SM - que é o teto de recolhimento - reduzindo à medida que o número de SM aumenta. Com uma regra de aumento para recuperar o valor constitucional do SM precisa ser definida pelos graciosos e ausentes parlamentares."

José Renato M. de Almeida – Salvador/BA - 25/7/2006

"Gostaria de parabenizar a Dra. Sylvia Romano (Migalhas 1.460 – 24/7/06 – "Ele que não se cuide !" – clique aqui), mas bengala é pouco, o presidente, do qual me recuso a pronunciar seu nome, 'esquece' que recebe aposentadoria como 'preso político' de mais de R$ 8.000,00 concedida na 'calada da noite'."

Hamleto Manzieri Filho - 25/7/2006

"Algumas pessoas simpatizantes da direita têm o péssimo hábito de chamar os da esquerda de invejosos, quando elas é que o são. Se um funcionário público de alto nível ganha um salário que o diferencia em muito do que ganha a imensa massa de trabalhadores deste país, é logo taxado de 'elite privilegiada'. Não vêem que o sujeito se preparou estudando bastante, pagando cursinho e, finalmente, passando em um concurso público onde hoje a concorrência chega a 300 candidatos para uma vaga. Não é para qualquer um, evidentemente, mas quem não passa deveria estudar mais e não criticar a suposta elite que é 'elite' apenas porque foi aprovada. Outra coisa, os ocupantes dos cargos das carreiras típicas do Estado descontavam para a Previdência Social sobre a totalidade dos seus vencimentos (salários + gratificações), o que os diferenciam dos trabalhadores vinculados ao INSS que sofrem desconto até um teto estabelecido. Se aquele funcionário público se aposentou 'levando tudo' como se diz na gíria, nada mais justo. É irresponsabilidade dizer que os benefícios desses inativos estão sendo reajustados. Desde FHC que a coisa está preta! Pior é silenciar sobre o grande desvio de recursos da Seguridade Social desde o governo de Fernando Henrique (mais precisamente do PIS e da COFINS que chegam a bilhões por ano) para pagar os juros da dívida pública. O grande pecado de Lula foi continuar surfando nessa onda que só privilegia banqueiro e grandes investidores. Ô doutora, os velhinhos não recebem mais por causa do capital financeiro! Por que os advogados não se revoltam contra o REFIS de 1 a 3? Ele é imoral, indecente e vergonhoso. Estimula a sonegação, mas os deputados e senadores que aprovaram o aumento de 16% para os aposentados, são os mesmos que aprovaram essa estupidez! Falar que bengalada é exemplo? Será que sabe que aquele escritor recebeu ajuda do Estado pra escrever seu livrinho? E não foi do PT! Eu voto na 'doida' no primeiro turno, mas reconheço que os opositores de Lula são ruinzinhos demais! Saudações."

Abílio Neto - 26/7/2006

"A propósito do artigo, penso que advogados não deveriam emitir opiniões 'tão senso comum' (Migalhas 1.460 – 24/7/06 – "Ele que não se cuide !", Sylvia Romano – clique aqui). A questão da aposentadoria é complexa e envolve variantes como expectativa de vida, taxa de natalidade, empregos formais, ampliação dos benefícios sociais e uma série de outros. A imprensa não aprofunda essa questão, por incompetência e alimenta uma discussão do tipo 'mesa de bar'. Os leitores brasileiros estão mal-servidos em termos de imprensa. Não me refiro a sites; os veículos não-virtuais é que têm espaços para fazer uma abordagem ampla e esclarecedora do assunto. Saudações."

Francisco de Abreu - 26/7/2006

"Como é difícil para vocês da elite engolir um torneiro mecânico governando o Brasil, heim cara colega de profissão (Migalhas 1.460 – 24/7/06 – "Ele que não se cuide !", Sylvia Romano – clique aqui). Aposentadoria por aposentadoria o FFHH também recebe a dele (assim como o Lula por direito legal). Parece que antes desse Governo este País não tinha problemas, não é mesmo. Sabe qual é o seu problema e de outros mais com o seu perfil? O preconceito social que é muito maior que o racial. Afinal, o peão já ocupou por demais a Casa Grande e está na hora de voltar para a senzala."

Maria de Fátima Batista - 26/7/2006

"Que Deus tenha piedade do corpo de vocês, porque a mente não tem mais salvação... 'invejosos são eles'... 'é tudo culpa do capital financeiro'... 'advogado não deveria opinar'... 'um torneiro mecânico governando o Brasil'... tsc, tsc, tsc. Só aqui mesmo...(Migalhas 1.460 – 24/7/06 – "Ele que não se cuide !", Sylvia Romano – clique aqui)"

Daniel Silva - 26/7/2006

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram