Operação Dominó

9/8/2006
Carlos Alberto Dias da Silva - OAB/MG 29.227

"Aos meus colegas, militantes da advocacia: 'Chega de tanta covardia, humilhação e subserviência velada. Alguém deve ter a coragem de dizê-lo, ou, ao menos, a coragem de apoiar quem o diga... A ineficiência do Judiciário deságua na insegurança jurídica e na impunidade que por sua vez abala as bases morais do país e não podemos mais continuar nos omitindo diante de tantas evidências. A dignidade da advocacia constitui a certeza da Justiça isenta, o alicerce do Estado Democrático de Direito e sem ela o exercício da profissão se torna uma renomada farsa!'. O recente episódio do nepotismo no Judiciário e a escancarada resistência demonstrada contra a sua erradicação (Migalhas 1.470 – 7/8/06 – "Migas – 6" – clique aqui), com a devida vênia, veio aflorar a real situação desta instituição. Diante das evidências, resta provado, o controle externo neste Poder realmente se faz necessário. Até porque, diversamente do que ocorre nos outros dois Poderes, é negado ao povo seu Direito Constitucional de eleger os membros do Judiciário que, assim, impõe-se temerariamente absoluto e apartado do contexto democrático da nação. No mais, mister aceitarmos o fato de que a toga, infelizmente, não tem o condão de transformar homens em arcanjos."

Envie sua Migalha