quarta-feira, 21 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Latinório

de 6/8/2006 a 12/8/2006

"No meu tempo de ginásio a ordem dos casos era um pouco diferente (Migalhas 1.456 – 18/7/06 – "Latinório" – clique aqui). Nosso professor, um homem metido a moderno, mandava-nos decorar uma frase aparentemente desconexa: Nosso gado danado acabou virando abacaxi. Para que isso? Veja-se o início de cada palavra: no-sso g-ado da-nado ac-abou v-irando ab-acaxi. Nominativo, genitivo, dativo, acusativo, vocativo e ablativo. Tanto isso funcionava que nunca mais esqueci daquela frase esquisita. Vale."

Adauto Suannes - 7/8/2006

"(Migalhas 1.470 – 7/8/06 – "Migalhas dos leitores  - Latim"). Observação mnemônica: Mais direi: meu professor de latim trouxe da Alemanha mnemotécnica da regência de algumas preposições, que jamais esqueci: - O ablativo põe com DE, CUM, CORAM, A e E, SINE, TENUS, PRO e PRE.  Por isso, errôneo dizer-se 'coram judicem' (acusativo), por influência do 'm', e correto CORAM JUDICE (ablativo), isto é, perante o juiz. Quanto à ordem dos casos, preferíamos nominativo, genitivo, dativo, acusativo, ablativo, vocativo, porque o último é quase sempre igual ao primeiro. Isso não invalida a frase do antigo mestre do prof. Suannes, pois seria mais 'conexa' e atual a emenda, assim: nosso gado danado acabou afeminadas vacas. Intellexistine, magister?"

Antônio Carlos de Martins Mello – Fortaleza/CE - 8/8/2006

"Sou do tempo em não mais se estudava latim. E lamento, profundamente, a lacuna na bagagem cultural com que vou enfrentando 'questa vita maledetta'. Por isso chamou-me a atenção o 'Latinório' com que a ínclita redação do Migalhas batizou uma série de tópicos que abordam a língua mãe da 'última flor do Lácio...' (Migalhas 1.471 – 8/8/06 – "Latinório" – clique aqui). Fui conferir no Houaiss. Lá estava 'latinório: mau latim; palavriado repleto de termos e citações latinas usados de forma confusa e imprópria'. É isso que tinha em mente a redação do rotativo? Se é, estranho o senso de humor. Se não,  convido o Diretor a medidas corretivas com seu didático chicote, sem latinório."

Alexandre de Macedo Marques - 10/8/2006

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram