quinta-feira, 22 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Propaganda de shampoo

de 2/9/2018 a 8/9/2018

"Isso lembra aquelas contestações padrão, na qual o advogado troca apenas o nome das partes e nao se preocupa em adequar a peça ao caso específico (Migalhas 4.434 - 4/9/18 - "Parece, mas não é" - clique aqui)."

Léa Reith - 4/9/2018

"Só um reparo isso não é propaganda e sim publicidade (Migalhas 4.434 - 4/9/18 - "Parece, mas não é" - clique aqui). Um juiz de Direito deve saber a diferença."

Saul Simões Junior - 4/9/2018

"Nossa, que empolgante, mais uma decisão que vai para o financeiro da empresa pagar a fortuna de R$ 371,00 de multa e depois para o arquivo, sem maiores implicações (Migalhas 4.434 - 4/9/18 - "Parece, mas não é" - clique aqui). E as cobranças indevidas, valores abusivos, etc., vão continuar a todo vapor. No Brasil, a Justiça vale a pena para as operadoras de telefonia, é um bom negócio. Nas raras vezes em que são condenadas a indenizar um consumidor, os valores são ínfimos. Uma simples questão que envolve cobrança de ponto desativado não se resolve a não ser através de uma ação no Judiciário, porque é interessante a elas que seja assim. O custo é baixo e o calvário a que submetem os brasileiros como regra vai ser tido como um 'mero dissabor da vida cotidiana que não reflete na esfera moral'. E se descumprirem uma decisão, vão pagar multas irrisórias. Simples assim. E pensar que vou ter que ligar agora justamente para essa operadora pois meus pais (idosos de mais de 70 anos, ambos em tratamento médico) receberam uma cobrança indevida. Enfim, vamos lá, respirando fundo, meditando e ligando."

Leven Mitre Vampré - 5/9/2018

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram