sábado, 24 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Porandubas políticas

de 9/9/2018 a 15/9/2018

"Será mesmo que em algumas regiões o povo é mais esclarecido (Porandubas políticas - 12/9/18 - clique aqui)? E em outras o povo vota com o coração? Toda generalização é perigosa."

Claudemir Nascimento de Almeida - 12/9/2018

"Na nota 'A emoção', foi deixada de lado a experiencia jornalística, recheada de humor, para usar 'expressão cheia de bílis', com radicalismo (Porandubas políticas - 12/9/18 - clique aqui). Sob essas duas fontes de conteúdo – a bandidagem e o lulopetismo – expandem-se os fluxos de emoção. Um é bandido e o outro partidário. Isenção é bom até em colunas nem sempre de humor."

Antonio Carlos de Abreu - 12/9/2018

"Agradeço a sua coluna enviando um historinha politico-eleitoral que, além de ser filosófica, é absolutamente verdadeira. Na eleição municipal de 1958, a turma da sinuca de S. João del Rei/MG resolveu se divertir convencendo um tipo popular a se candidatar a vereador, alegando que a cidade não podia prescindir de seu espírito cívico. O Nelson era de boa família, tinha os estudos regulamentares, vestia-se adequadamente, sabia conversar; mas tinha um parafuso a menos. Claro que ele não se elegeu, mas a turma se divertiu bastante. Pois uma noite ele foi fazer comício no Morro da Forca, bairro de periferia de S. João. Praça lotada, todo mundo animado, ele começou:

- Povo do alto da Forca: aqui em cima vocês têm escola?
- Não, berrou a multidão.
- Têm polícia? Têm calçamento?
- Não!
- Têm telefone?
- Não!
- Então porque é que vocês não mudam lá para baixo? Aqui é ruim demais, tá doido."

César de Castro - 12/9/2018

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram