quarta-feira, 21 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Artigo - Seqüestro do repórter da TV - Globo

de 13/8/2006 a 19/8/2006

"Concordo com a posição do eminente articulista (Migalhas 1.476 – 15/8/06 – "Articulistas – iii", Francisco Cesar Pinheiro Rodrigues – clique aqui) . 'Todavia', me parece que a questão é muito mais ampla. A memória nos diz que quando a Polícia era atacada com furor pelos 'apologistas dos direitos humanos', poucos a defendiam, mesmo quando agiu no estrito cumprimento da lei e do dever legal. Depois foram as demais instituições até a degradação. É o famigerado processo. Estamos vivendo a 'missão esquerdista' - ao vivo e a cores, como nunca dantes imaginada na Terra de Santa Cruz, caracterizada pela concepção reconfigurada do 'bolchevismo mafioso', derivada do marxismo-leninismo (os fins justificam os meios) de que a corrupção é o caminho mais rápido para fazer uma revolução econômica, e que por meio desse processo criminoso de 'redistribuição de renda' pode realizar a mudança social, no caso da 'nomenklatura'. Utilizando-se do ‘modus operandi’ do comunismo-socialismo - e acometida pela síndrome da psicopatologia esquizofrênica e criminosa - assaltam, roubam, matam, mentem descaradamente, apóiam os ditadores sanguinários esquerdistas, sob a alegação de que realizam sua 'missão histórica' e, quando pegos em flagrante, dissimulam cinicamente, inventam 'conspirações' contra a democracia, seja para fingir que a defendem seja para demonstrar ao mundo os perigos que ela correria sem a 'proteção' deles, muito embora sejam os verdadeiros inimigos da democracia ao promoverem o caos e a anarquia e, assim criarem as 'condições objetivas' para instauração de um regime autoritário. O 'guia' deles, é claro, estimula reiteradamente o conflito de classes visando justamente criar as 'condições objetivas' (caos social), conforme preconizado por Bertolt Brecht um dos 'profetas' do comunismo – 'As revoluções se produzem nos becos sem saída' e aí instaurar um regime totalitário. Pelo voto acabaremos com o experimento da barbárie e com 'a festa no Planalto'. Abraços"

Rivadávia Rosa - 16/8/2006

"Que samba do crioulo doido, hem seu Rivadávia? Pelo voto, vocês esperarão mais 4 anos para terminar a obra de entreguismo que começaram nos anos 90."

Armando R. Silva do Prado - 17/8/2006

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram