terça-feira, 20 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Denúncia

de 25/11/2018 a 1/12/2018

"A defesa do sr. Vaccari, em face do recebimento da denúncia pelo juízo da 10 Vara Criminal Federal do Distrito Federal, afirma que seu cliente jamais integrou organização criminosa, o que ficará demonstrado no curso do processo. Esclarece que o sr. Vaccari foi tesoureiro do PT e dessa forma solicitava, como é atribuição de qualquer tesoureiro,  doações legais destinadas ao seu partido, as quais eram realizadas por depósito em conta bancária do partido, com recibo e com prestação de contas às autoridades competentes. O sr. Vaccari continua confiando na Justiça brasileira, perante a qual será demonstrada sua inocência."

Luiz Flávio Borges D´Urso - escritório D´Urso e Borges Advogados Associados - 26/11/2018

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram