quinta-feira, 22 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Eleições 2006

de 20/8/2006 a 26/8/2006

"(Migalhas quentes - 18/8/2006 - 'TSEmulta presidente por propaganda antecipada' - clique aqui) Sempre se encontra, dependendo da vontade do julgador, irregularidades e remédios processuais para aplicar ou não a lei. Como é estimulante ao estudante de direito ver o Judiciário efetivamente aplicar a lei! Eu ainda não consigo acreditar que tem pessoas que pensam que candidato a reeleição não abusa do poder da Administração Pública. Talvez não pensem com imparcialidade."

Tiago Beckert Isfer - 21/8/2006

"Gostaria de indagar aos nobres migalheiros se alguém conhece alguma obra que analise o voto. Não só nas eleições no Brasil, mas em um sentido mais amplo. Em seus efeitos, pressupostos, validades, obrigatoriedade etc. Pergunto isso, porque fiquei empacado em uma questão que, apesar de bastante absurda, guarda um pouco de semelhança com o que ocorre em alguns lugares. Imagine um país onde haja 7 pessoas. 2 delas são candidatas a líder do governo. Ambas têm uma escopeta e um lado meio 'obscuro'. A diferença é que uma gosta de mirar a cabeça e a outra mira o peito. As outras 5 pessoas tem que votar. Em quem votam ? O que ocorre (ou deveria ocorrer) com os votos nulos ou em branco ? E se ninguém votar ? Alguma característica dos candidatos deveria impedir a sua candidatura ? Onde estão os pontos de conexão com a democracia ?"

Daniel Silva - 21/8/2006

"Ao explorar de maneira abjeta o comentário do José Serra de que o excesso de demanda contínua por educação - diga-se não só educação mas, também, saneamento básico, saúde, transporte coletivo, lazer, moradia, segurança - nos últimos 30 anos por massas de migrantes que chegaram a São Paulo levaram à crise. Não há nada de preconceituoso em reconhecer as causas e efeitos de coisas tão fundamentais quando se está diante do desafio de  administrar tal pressão de serviços diante da incapacidade do Estado em atender a tal vulto de necessidades em curto espaço de tempo. Mas o que fazem o nordestino Lula da Silva e sua caterva petista? Vendo nisso possibilidade de ganhos eleitorais, a ignorância ôntica e a desonestidade visceral do Lula e do PT, não perdem a oportunidade. Vincular o diagnóstico a paranóicos sentimentos de preconceito, eis a oportunidade. Ora o Serra tem razão. A demanda de serviços públicos pela massa de migrantes e seus descendentes nos últimos 30 anos levaram os serviços ao quase colapso ou ao nível indesejável que apresentam. Com a agravante que face ao baixo nível sócio econômico e baixa renda pouco contribuem com os cofres públicos. Não, nordestino Lula! O Serra não vomita preconceito contra os nordestinos. Você com sua ignorância, desonestidade intelectual, pactuação com o assalto à coisa pública, botox, aviõeszinhos, bebidinhas, churrasquinhos, compadrios e etcs é que se tornou um mau exemplo de Garanhuns, quiçá um ovo de serpente que não deve ser confundido com a brava gente do Nordeste."

Alexandre de Macedo Marques - 21/8/2006

"As inleição de oitembro

Num seio ni quem nóis vota
Os homes iscói premêro
Pá nóis qui é os derradêro
Só sobra mermo  marmota
Os cãodidato quem bota
É os rico qui tem dinheiro
Prá nóis num sobra nem cheiro
Quarqué qui ganhe é derrota
Mais quatro ano é lorota,
Fome, sede e desespero."

ONTÕE GAGO - IPU (CE) - 21/8/2006

"Pensávamos que as pérolas do tipo 'estupra, mas não mata', eram coisas do passado, reflexo dos anos da 'redentora'. Ledo engano. Hoje, o descompromissado Serra diz que o problema da educação na Cafelândia deve-se aos migrantes (leia-se nordestinos). Preconceito puro. Ação discriminatória. Contravenção penal. Ficaram 12 anos no poder e destruíram a escola pública e culpam o migrante. Na verdade, o 'picolé de chuchu', FFHH e o arrogante Serra representam a intolerância da classe média-média, aquela que entende o mundo para seu usufruto exclusivo. Aliás, Serra é contumaz, pois em 1994 em Campinas, após cumprimentar vários populares, pediu água mineral para lavar as mãos. Fascistas disfarçados de moralistas."

Armando R. Silva do Prado - 21/8/2006

"Nessa época de eleições, alguns detalhes sobre a campanha dos candidatos passam despercebidos. A deputada Jandira Feghali, a principal aliada do governo no poder legislativo para a aprovação da nova redação de 2005 do projeto de lei 1135/91 apresentado pelos ministros do presidente Lula que legalizaria completamente o aborto no Brasil durante todos os nove meses de gestação, em sua nova corrida eleitoral ao Senado Federal pelo Estado do Rio de Janeiro, continua omitindo completamente qualquer referência ao feminismo, direitos reprodutivos e aborto, porque sabe que qualquer referência ao aborto lhe retiraria a maior parte dos votos. O povo do Rio de Janeiro, que poderá introduzi-la no Senado para que ali possa melhor promover a legalização do aborto no Brasil, contra a própria vontade da esmagadora e crescente maioria do povo brasileiro, ignora na sua quase totalidade a participação decisiva da deputada Jandira Feghali no projeto do governo Lula que em 2005 teria tornado legal o aborto durante todos os nove meses da gravidez no Brasil. Os entrevistadores não fazem qualquer pergunta sobre o assunto e os próprios adversários políticos que poderiam tirar proveito fulminante do assunto não tocam no tema. Apesar de estar em primeiro lugar nas pesquisas de opinião pública, o Instituto IBOPE mostra que desceu de 21% para 18% de aprovação, enquanto seu adversário mais próximo subiu de 10% para 12% de aprovação."

Machado Pinheiro Freire - 21/8/2006

"Sugiro ao senhor Daniel Silva o livro "A Mentirosa Urna" (S. Paulo, Martins Fontes) do professor Walter Costa Porto ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral."

Armando R. Silva do Prado - 21/8/2006

"Querido Ontõe Gago: gostei muito dos teus versos, mas acho que melhoramos um pouco, pois já houve tempos tão bicudos que fizeram um outro Ontõe, o também cearense Antônio Gonçalves da Silva,  Patativa do Assaré (1909-2002, te lembras?), a se manifestar da forma abaixo.  Ele falava daqueles dois brasis, o de cima e o de baixo, invertendo-se na geopolítica
a situação geográfica.

'Enquanto o Brasil de Cima
fala de transformação:
indústra, matéra prima,
descoberta e invenção,
no Brasil de Baxo existe
o drama penoso e triste
da negra necessidade;
é uma coisa sem jeito
e o povo não tem direito
nem de dizê a verdade'."

Zé Preá - Cabrobó /PE - 23/8/2006

"Muito oportuna a colocação do nobre migalheiro Machado Pinheiro Freire, logo acima. Estas eleições servirão, inclusive, para banir do Planalto os assassinos abortistas."

Fernando Rogério Silva - 23/8/2006

"Quer dizer que o sujeito não precisa mais levantar o traseiro pra ir atrás de juros mais baixos, uma vez que o Ministro Mantega vai levantar o seu por nós ? (Migalhas 1.482 - 23/8/2006 - 'Livre escolha' - clique aqui) Calendário próximo de data de eleição faz a gente escutar cada promessa!"

Abílio Neto - 24/8/2006

"Bom dia a todos migalheiros! Isto é apenas um pensamento: 'O que precisa acontecer é 50%+1 da população votar N U L O nestas eleições, para mostrar a indignação do povo brasileiro diante de tanta bandalheira...' Que Deus realmente nos abençoe!!"

Cristiane Reis da Silva - 24/8/2006

"Tenho acompanhado o horário eleitoral pela TV e pelo rádio. Que tristeza ! A cada quatro anos, observamos pseudo-candidatos lendo 'telepronters', sem saber falar português, dando a impressão de que nem eles mesmos sabem o que estão fazendo ali. É um festival de baboseiras: 'lutarei por isso...', 'lutarei por aquilo...', como se o povo só votasse em quem diz 'lutarei', ou se manifesta com os punhos cerrados. Se assim é, o horário eleitoral não é a maior prova de que interessa a muita gente que os eleitores sejam burros ? No Brasil, o 'poder' alimenta a pobreza, para que de quatro em quatro anos novamente haja 'problemas sem solução e um novo salvador'. Essa é a eterna teoria política, construída para dominar. A ditadura da falsa democracia brasileira, segue, assim, seu curso, impassível. A propaganda eleitoral 'gratuita' torna-se, mais uma vez, uma declaração explícita de que o Governo realmente acredita que a população é idiota. Não existe verdadeira democracia no Brasil. Afinal, o eleitor pobre é tratado como 'eleitor pobre', e não como ser humano."

Maurício Henriques de Souza - 24/8/2006

"Acompanho o pensamento do nobre migalheiro Maurício Henriques, para complementar: não se deve votar nem no Ali 'Barbá', nem nos 40 mensalões."

Seymour Castro Sillas - 24/8/2006

"Prezados Drs. Se propaganda enganosa é crime; Porque horário gratuito político?"

Odair Dias Jamas - 25/8/2006

"Não é gratuíto coisa nenhuma. É pago. Pode ser gratuito para o candidato, mas a mídia recebe pela utilização do espaço e tempo."

Armando Silva do Prado - 25/8/2006

"A maioria dos políticos candidatos quer mamar na teta do governo. A maioria dos Legislativos candidatos aos cargos de Vereadores e Deputados Estaduais faz uma campanha Pobre, medíocre, no horário obrigatório eleitoral, pois não tem Projetos definidos ou de qualidade 'é uma vergonha'. Antes dos partidos tomarem frente e expor suas idéias e mudanças inovadoras, com projetos bem definidos em um Plano de Ação aos seus correligionários, pois do jeito que está, entendemos ser uma verdadeira cabide de emprego, para o futuro empreguismo, mordomias, além do nepotismo, que não interessa ao Brasil. 'Vereadores e Deputados Estaduais, depois de eleitos, devem tirar o bumbum do sofá para fazer corpo-a-corpo, com a sociedade, conhecer os problema de perto. Tais como: hospitais e escolas públicas, segurança, etc , depois resolver.' Décadas após décadas, ouvimos sempre as mesmas coisas sobre transparência, moral e ética na política, mesmo assim a corrupção avança sem parar, em todos os órgãos públicos e ninguém toma frente para combater esse mal da classe política ou de seus partidos. 'É uma festa'. Presidente do TSE, Tribunal Superior Eleitoral, Mello, diz que a sociedade vota mal. Más o próprio TSE, não condena, ao rigor das leis, ao contrário libera políticos envolvidos até o pescoço, em corrupções nos desvios do dinheiro público e ou enriquecimento ilícito, para as suas reeleições ... campanhas políticas relatam sua vida pública, em época de eleições, após vários anos no Poder Legislativo, sem nenhum projeto de valor, ou porque falta vontade. Suas propostas para suas reeleições são as piores possíveis, não têm consistência alguma, é muito vago: propõe continuar trabalhando pelos direitos do cidadão e pelo desenvolvimento humano no Brasil? O que será que ele já fez? .................. Vamos mudar para melhor? Que bom, quando? Este merece confiança? ou, este sim, um homem de respeito? Será? Vamos verificar seu histórico político... propostas: continuar a busca por investimento para modernizar os municípios e apresentar projetos a criação de empregos etc, etc? Quem busca a vida inteira deveria ter encontrado.. e os projetos? Diagnosticar a vocação Regional, para apresentar projetos que reflitam às necessidades das macro-regiões. Caramba esso é um profundo pensador? Muita visão ... Inclusão Social é respeito à vida Ou criar condições para tornar o Brasil, um país para todos os brasileiros? O que foi feito? Brasil é considerado como a 2ª. pior distribuição de renda do mundo e o primeiro em corrupção. Muitos candidatos não tem projetos/propostas alguma. Fica muito difícil escolher o bom candidato. Chegou a vez da população fazer acordos em época de eleições, e cassar definitivamente as raposas velhas da política, envolvidas nos escândalos de corrupções, ou daqueles políticos que só querem mamar na teta do governo, sem trabalhar para o bem do Brasil. Erro grave a população eleitora não tem culpa por um mal político e corrupto, mas o Poder Judiciário e o Tribunal Superior Eleitoral têm o dever, e a obrigação de puni-los com cadeia, além dos confiscos necessários, fazer Justiça é função da Justiça e não da sociedade. Veto. Não posso acreditar que o TER, Tribunal Regional Eleitoral, não vete todos os envolvidos nos escândalos do mensalão e sanguessugas, nesta eleição? Provas não faltam ... Justiça quem vai resolver esse abacaxi quente de vários escândalos de corrupções no Brasil? Com punição – cadeia, além dos confiscos necessários? O Conselho de Ética, faz sua parte, relata os envolvidos com provas e manda a lista ao STF- Superior Tribunal Federal, a Corte maior de nossa Justiça, para condenar criminalmente essa quadrilha de ladrões, agora a sociedade espera suas conclusões rapidamente. Marca registrada. Há décadas, em que políticos corruptos, sem moral e sem ética na política, usam slogan 'rouba mas faz', 'o mundo é corrompido', ou 'Brasil é corrompido desde a época de D.Pedro' fazendo disso, o Direito Adquirido. Quadrilha organizada usam o poder para roubar o Patrimônio Público e devem ser punidos com cadeia e confiscados, ao rigor das leis, com certeza essa marca registrada, perderá o valor."

Antonio Dagrella - 26/8/2006

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram