sexta-feira, 23 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas

de 27/9/2020 a 3/10/2020

"No parágrafo abaixo, retirado de um livro que estou revisando: Registra-se, ainda, que a figura do intermitente no ordenamento jurídico italiano foi questionada perante a Corte da União Europeia no ano de 2017, haja vista o fator etário daquele tipo contratual supostamente afrontar a Diretiva nº 2000/78/CE emitida pelo Conselho daquele bloco econômico, no qual garante tratamento igualitário a todas as pessoas em relação à matéria de emprego e de trabalho. O pronome no qual, após bloco econômico está correto? Não seria na qual, concordando com a Diretiva n°2000/78/CE? A diretiva é quem garante o tratamento igualitário e não o bloco econômico, esse apenas emitiu a diretiva?"

Cláudia Barros - 29/9/2020

"Dr. José Maria, eu tenho uma dúvida cruel: quando o verbo, no pretérito imperfeito do subjuntivo (fosse, fizesse, etc.), vem ou não acompanhado de 'se'. Por exemplo: qual a diferença de significado e como saber quando e por que utilizar ou não o 'se'? 'Como quisesse ir, resmungou e logo se calou' versus 'Como se quisesse ir, resmungou e logo se calou'? Desde já lhe agradeço pelos esclarecimentos!"

Aurélio Júnior - 30/9/2020

"Professor, nesta frase: 'conheço dos embargos de declaração e, no mérito, nego-lhes provimento'. O uso do pronome o 'lhes' foi aplicado corretamente?"

Weslei Fernandes do Nascimento - 30/9/2020

"Prezado dr. José Maria da Costa, vejo a expressão 'dados faltantes' sendo corriqueiramente utilizada em e-mails trocados por colegas advogados, quando se referem a alguma informação que falta ser preenchida em um documento. O uso desta expressão 'dados faltantes' é correto?"

Fernando Tavares - 2/10/2020

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram