terça-feira, 20 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

STJ

de 21/1/2007 a 27/1/2007

"Sr. Diretor. Leio na AASP:

'A partir de fevereiro STJ desconhecerá recursos sem perspectivas de provimento

Quando fevereiro chegar, o presidente do Superior Tribunal de Justiça, por decisão unipessoal, não dará seguimento aos agravos de instrumento manifestamente inadmissíveis ou sem perspectivas de provimento.'

Ora! Pior a emenda que o soneto, diria o ditado. Opinião de um só invalidar um recurso? Por que então não deixar tudo para primeira Instância? Essa é a triste solução para esvaziar o Judiciário? Ademais, quem nos diz que será o Presidente a invalidar. Sabe-se, por exemplo, no STF, que há um corpo de assessores para ajudar a Presidente, impedindo a subida. Quousque tandem? Diria Cícero. Atenciosamente."

Olavo Príncipe Credidio – advogado, OAB 56.299/SP - 22/1/2007

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram