quinta-feira, 22 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Migalhas

de 21/1/2007 a 27/1/2007

"Sr. Redator Chefe: Se tem coragem de chamar o Migalhas de matutino! Não seria melhor vespertino? Os redatores marajás liberam as matérias no ar entre 11h30 e meio-dia... O que fazem até então, ficam dormindo eternamente... Vamos fazer jornalismo sério, chegando no horário certo de jornal na tela do migalheiro: noticiário, passou das 9h é jornal velho, pena que não dê pra embrulhar peixe, nem forrar o chão...! No tempo do linotipo (e olha que faz tempo), quando não tinha esta facilidade toda, o Chatô, o Mesquitinha, o Irineu, o Nascimento (e sua Condessa) o Caldeira, o Frias, o Samuca e tantos outros que fizeram escola (aprendia-se jornalismo na raça!) punham seus verdadeiros matutinos na madruga, à disposição do leitor. A 1ª ed. do NP (Notícias Populares) chegava às mesas do Itamaraty as 19h30 do dia anterior, o UH, idem... Resumo da ópera: põe essa canalha da redação pra trabalhar, só querem ganhar e cochilar, sorvendo uísque até altas horas em 'altos papos' com as redatoras, e nós esperando no sol do meio-dia..."

Arnaldo Montenegro - 25/1/2007

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram