domingo, 25 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas

de 21/1/2007 a 27/1/2007

"Prezados redatores, Minha dúvida é a seguinte: deve-se escrever 'No ano de 2007' ou 'No ano 2007'? No caso de estar correta a primeira opção, seria ela fruto do tempo em que se escrevia (a pena, talvez) 'No ano de Nosso Senhor Jesus Cristo'? Obrigada pela atenção."

Miriam Rachel - 23/1/2007

"Tenho dúvida sobre a utilização do seguinte termo: 'Nada a opor' ou 'Nada que opor' - Qual é a forma correta?"

Renata Mendes – escritório Bafti, Bonocchi e Hernandes – Advogados Associados - 25/1/2007

"Prezados, Sou Migalheiro/Advogado e tenho a dúvida que se segue: Escreve-se a expressão 'há de negar' ou 'há negar'? Outrossim, o certo é 'acordam os desembargadores (...) 'em negar' ou 'negar provimento'?' Forte abraço e parabéns pelo trabalho."

Pablício Cardoso - 25/1/2007

"Prezado Redator. Migalha 'Alhos, bugalhos e migalhas', de hoje, registra que 'Os jornais, muito sem assunto talvez, enchem páginas falando do imbróglio na questão salarial dos tribunais' (Migalhas 1.581 – 24/1/07). Aproveito a deixa para tentar espancar dúvida antiga: como se deve, afinal, pronunciar 'imbróglio'? Com todas as letras, porquanto os dicionários registram a palavra já aportuguesada? Ou à italiana, de sonoridade, convenhamos, muito mais forte, como em Un maledetto imbroglio, título de filme de Pietro Germi? É possível que meus ouvidos, cansados, já não percebam perfeitamente os sons, mas em noticiários das rádios e tevês ouço apenas a pronúncia à italiana. Minha dúvida só tem crescido, nestes dias em que o sobrenome Chinaglia, do candidato petista à presidência da Câmara, freqüenta o noticiário, dito das mais diferentes maneiras: quinália, quináglia, xináglia e até mesmo xinália (forma que, ao lado de Belíndia, se prestaria também para conceituar o país: misto de China com Somália...). Grato,"

Ivan Jun Nakamae - 25/1/2007

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram