domingo, 25 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Artigo - Informações biológicas às esposas traídas

de 28/1/2007 a 3/2/2007

"Lamentável a teoria do Desembargador Francisco Cesar Pinheiro Rodrigues para justificar ou 'amenizar' a infidelidade do homem (Migalhas 1.585 – 30/1/07 - "VIII Festival de Artigos de Leitores" –  clique aqui). É intolerável qualquer traição, pelo homem ou pela mulher... Quanto à 'solidão' que a separação pode causar, melhor só do que mal acompanhada... É muita falta de opção permanecer ao lado de um homem lacaio."

Natália Kairuz - 30/1/2007

"I-NA-CRE-DI-TÁ-VEL! E ainda elevado à categoria de 'Migalhas de peso'!? Quando li o título do artigo de Francisco Cesar Pinheiro Rodrigues pensei que não tivesse entendido bem do que se tratava (Migalhas 1.585 – 30/1/07 - "VIII Festival de Artigos de Leitores" –  clique aqui). Qual não foi a minha surpresa quando de fato constatei que se tratava mesmo de um texto que justifica a falta de retidão do homem pelas suas características biológicas (!??)! E o pior é que se propõe a ser mesmo um artigo sério! Mas o melhor de tudo mesmo foi a reação da esposa traída, preocupada com o fato notório... Ah, os conselhos às mulheres traídas também foram espetaculares... Obrigada, Migalhas, realmente fazia tempo que não me divertia tanto com um texto desse site."

Silvia Biar - 30/1/2007

"Fantástico texto Dr. Francisco (Migalhas 1.585 – 30/1/07 - "VIII Festival de Artigos de Leitores" –  clique aqui). Concordo em gênero e número. Apenas gostaria de salientar que o que estimula um homem a procurar a 'outra' é a falta de algo que sente em sua mulher oficial. Ora, deixemos nossos homens satisfeitos que casos não serão necessários e vice-versa."

Isis Lustosa Nogueira Ams - Expertise Traduções - 30/1/2007

"Interessante o conselho do ilustríssimo Dr. Francisco Cesar Pinheiro Rodrigues (Migalhas 1.585 – 30/1/07 - "VIII Festival de Artigos de Leitores" –  clique aqui). Como advogada, já arquivei o texto para citar futuramente em uma possível defesa de traição - é o instinto biológico... Porém, como mulher casada, por enquanto, entendo que uma traição nos dias de hoje não significa apenas uma questão de instinto natural, ou 'o que os outros vão falar', a traição é muito mais que ser infiel moralmente, a traição fere os direitos humanos, pois coloca em risco a integridade física do cônjuge traído - homens e mulheres - atualmente o uso de remédios contra a impotência, ou para melhor desempenho, tem intensificado as relações sexuais, aumentando muito os casos de Aids entre a população com mais de 50 anos no país – 'é preocupante a estatística sobre a doença no Brasil. Cresce o número de casos de Aids entre a população com mais de 50 anos no País, tanto em homens, que ainda são os mais acometidos, mas também, e especialmente, entre as mulheres' - publicação do Informativo Cabesp - dezembro/2006, fonte: (clique aqui) - concluindo que, depende do estudo de cada caso, para um aconselhamento de separação ou não, não é porque a mulher já não tem mais cintura ou com problemas na menopausa que deva ficar com o marido que a trai, nesse sentido é bom lembrar: melhor só que mal acompanhado, apesar que muitos dizem que é melhor ter um marido morto atrás da porta do que nenhum - bom aí depende..."

Cleuza Maria Felix Monteiro - 31/1/2007

"Li em Migalhas (1.586 – 31/1/07) 'Migalhas dos leitores – Opinião'. - Prezada Natália: Sem entrar no mérito da questão, mas sim no espírito humorístico, jocoso e brejeiro de Migalhas, quanto à afirmação de que 'antes só do que mal acompanhada', diria apenas, parodiando o personagem da Escolinha do Prof. Raimundo, extinta devido à aposentadoria do Mestre Anísio, que 'há controvérsias': Eu, sinceramente, prefiro ficar com a opinião dos mais velhos: Não lembras, por acaso, de uma música do Erasmo que falava: 'Filosofia, poesia, é o que dizia minha vó - Antes mal acompanhada do que só'?"

Francimar Torres Maia - o Cearucho, OAB/RS 21.132 - 1/2/2007

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram