terça-feira, 20 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Salários

de 28/1/2007 a 3/2/2007

"Os altos salários nos Tribunais (Migalhas 1.582 – 25/1/07 – "Migas – 1"clique aqui) - É por isso que cada dia que passa este Migalhas vai crescendo em credibilidade. Nós precisamos mais do que nunca dessa honestidade e integridade no passar as informações. Pessoalmente agradeço e muito a Justiça que esse informativo Migalhas fez ao comentar essa questão salarial dos desembargadores, verdadeira onda de repetição de uma mentira até que ela se torne uma verdade."

Augusto Francisco Mota Ferraz de Arruda – desembargador do TJ/SP - 29/1/2007

"Sr. Diretor. Leio em Migalhas (1.587 – 1/2/07 – clique aqui): CNJ X TJs. Veja V.Exª. que se houvesse uma nova Carta Constitucional que desprestigiasse todas as decisões judiciais (somente ela pode),  evitar-se-ia tudo isso. O maior salário seria aquele e Inês era morta, como diria Camões. Ademais, poder-se-iam regularizar esses salários absurdos, mesmo sem acréscimos, fora absolutamente da realidade nacional, em que 80% dos brasileiros vivem em regime de fome e são desprezadas Educação, Saúde, Segurança Pública etc. Salários assim altos só podem ter devido a tráfego de influência; ou pior: tráfico de influência. Aquele velho jeitinho brasileiro: Dá-me com a mão que eu te darei com a outra. Vê-se, pois, que uma nova Constituição se elaborada por juristas, técnicos, nunca por políticos, seria solução definitiva para o Brasil, desde que ela fosse submetida a um plebiscito  para aprovação, assim como foi a de comércio de armas e em que os políticos jamais pudessem  intervir."

Olavo Príncipe Credidio – advogado, OAB 56.299/SP - 2/2/2007

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram