quinta-feira, 22 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas

de 25/2/2007 a 3/3/2007

"Não sei se este espaço é o correto para dirimir minha atual dúvida: nos últimos dias os jornais noticiam que sua Santidade o Papa Bento XVI fará uma visita ao Brasil em maio, onde, entre outros atos, fará a canonização de Frei Galvão, o primeiro santo brasileiro. Mas os noticiários são divergentes: uns redigem Bento 16, outros Bento XVI. Qual é a forma correta? Agradecido pela atenção!"

Daniel Jourdan Oliveira - Claro

Nota da redação o informativo Migalhas 1.155, de 27/4/05, trouxe o verbete "Numeral" na seção Gramatigalhas. Clique aqui para conferir.

Daniel Jourdan Oliveira - Claro - 26/2/2007

"Data venia, permitam-me discordar do Prof. José Maria da Costa (Migalhas 1.603 – 28/2/07 – "Gramatigalhas" – clique aqui). 'Sob fundamento’ equipara a 'Sob égide', e não 'sobre a égide'. Abraços a todos os migalheiros."

Francisco Antonio Diniz Junqueira - 1/3/2007

"Gostaria de saber do Prof. José Maria da Costa qual a melhor regência para o termo 'folha' ou 'folhas', geralmente abreviado para 'fls.', quando tratamos das páginas dos processos judiciais ou administrativos. Tenho a impressão de que o correto seria não usar artigo definido, o que conduz a expressões como 'a fls. 10', 'de fls. 10' ou 'em fls. 10', em vez de 'às fls. 10' etc. Ouvi dizer que isso se explicaria pelo fato de, originalmente, dizer-se 'a 10 fls.', significando, na verdade 'a 10 fls. do início ou da capa do processo', justamente por ser ele, processo, formado por folhas avulsas que vão sendo juntadas a cada ato processual, o que ademais explicaria o fato de o substantivo 'folhas' vir sempre no plural. É isso mesmo? Atenciosamente,"

Gustavo Martins dos Santos – Justiça Federal, Seção Judiciária do Rio de Janeiro

Nota da redação – o informativo Migalhas 1.500, de 20/9/06, trouxe o verbete "A folhas vinte e duas" na seção Gramatigalhas. Clique aqui para conferir.

Gustavo Martins dos Santos – Justiça Federal, Seção Judiciária do Rio de Janeiro - 1/3/2007

"Ilustre Professor José Maria da Costa, Li e compreendi sua lição (Migalhas 1.603 – 28/2/07 – "Gramatigalhas" – clique aqui), mas ouso colocar à sua douta apreciação alguns argumentos em sentido contrário. A preposição 'sob' é polissêmica e pode significar tanto 'abaixo de', como também 'sob o abrigo de', 'com base em', 'de acordo com'. Talvez por isso os grandes mestres mencionados considerem correto o emprego de 'sob' em construções como 'sob tal circunstância', 'sob condição suspensiva', 'sob tal argumento', etc. Por outro lado, 'sobre' indica não apenas 'acima de' alguma coisa, como também, dentre outras significações, 'acerca de' alguma coisa. Com base nessas reflexões, estou pendente a achar mais conveniente o uso de 'sob o fundamento', com base em dois motivos principais: o primeiro deles porque, pelas fontes que consultei, 'sob' também pode ser utilizado no sentido de 'de acordo com o fundamento'; e o segundo porque usar 'sobre o fundamento' pode dar margens à interpretação errada, já que poderá significar 'acerca do fundamento', e não 'com base no fundamento'. Desculpe-me a impertinência, mas gostaria sinceramente de ouvi-lo a respeito. Atenciosamente, seu leitor assíduo,"

Fernando A. M. Canhadas - escritório Lima Gonçalves, Jambor, Rotenberg & Silveira Bueno - Advogados - 2/3/2007

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram