sexta-feira, 23 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Migalheiros

de 4/3/2007 a 10/3/2007

"PRO ONTÕE GAGO (Conselho) (Migalhas dos leitores – "Migalheiros" – clique aqui).

O Ontõe!

Como tá tu com o Presidente,

ansim como carne e unha,

mais firme que uma cunha.

Entonces joga a poliça pra frente,

mostre que tu é influente,

mande prende o homicida,

e despois, logo em seguida,

dê uma chifrada no vivente!"

Mano Meira – Carazinho/RS - 5/3/2007

"Não peguei o mote! Então, prefiro para iniciar bem a semana - que promete grandes reservas emocionais e empenho profissional - prefiro enviar ao universo migalheiro, o que denominei 'as flores no meu caminho', ... Cordiais saudações,"

           

            

           

Cleanto Farina Weidlich – migalheiro, Carazinho/RS - 5/3/2007

"Meira e os ôto cai de pau

contra o Ontõe Tartamudo,

qui num teve munto estudo

e além de gago ouve mal,

é barrigudo o bagual,

as perna dele é cambota,

palita os dente e arrota,

perdeu a fé no gunverno,

já mandou tudo pro inferno,

nele jamais num se vota!

(Este vocabro é moderno,

Gago é sinal de derrota!)"

Ontõe Gago - Ipu/CE - 5/3/2007

"HOMENAGEM A ILTON FERRAZ – Poeta, agregado e posteiro do egresso das estirpes do coronelismo de estâcia, Doutor Cleanto Farina Weidlich.

O migalheiro Ilton Ferraz é formando, nesses idos de março, em técnicas agrícolas, pelo Colégio Estadual Agrícola de Carazinho, R.G.S., pelo fato alvissareiro, a justa homenagem:

Amigo Ilton, piazito criolo,

plantador, cultivador, colhedor,

guardião, agregado e domador,

teu verso é um trovão de estouro,

livre, xucro, sem marcas no couro,

clarim eqüestre repicando nas coxilhas,

que até chega a arrancar flexilhas

quando o soltas de a cavalo,

cheiro de pastos, restingas e valos,

frios de minuanos e geadas preta,

gemidos tristonhos de carreta

e auroras com cantos de galo!

Parabéns Ilton Ferraz, pela formatura. Que as técnicas agrícolas e de zootecnia aprendidas continuem moldando esse caráter de índio cultivador de amizades, amor ao campo e aos animais, num espírito de luta e preservação da fauna."

Mano Meira – Carazinho/RS - 5/3/2007

"Ilton Ferraz - formatura!

O grande segredo, descubrirás ainda, ...

é sair da forma!

De qualquer sorte querido amigo,

emocionado com o verso do Mano Meira,

sirvo esse para o estrivo,

pra tua Formatura altaneira.

Falamos nos 'processos da vida',

da horta ao Direito,

é amar a mulher querida,

não procurar os defeito.

Nossa horta é nosso espelho,

veneno não colocamos,

eu fico olhando de esguelho,

bons frutos nós precisamos.

Vais transitar pela horta,

e estudar pra Doutor,

é a enxada abrindo a porta,

pra um causídico de valor.

Um abraço do tamanho do Japeju."

Cleanto Farina Weidlich – migalheiro, Carazinho/RS - 6/3/2007

"Companheiro Ontõe – (A vaca foi pro brejo)

Ontõe Gago, irmão nordestino

não fique triste nem sestroso,

se teu rei aliou-se ao tinhoso,

isso é coisa do destino,

se se uniu ao Bush, aquele ladino,

é porque só quer levar vantagem,

e mesmo que a vassalagem

a luta queira continuar,

não adianta mais gritar

contra o capital selvagem!"

Mano Meira – Carazinho/RS - 6/3/2007

"Ninguém falou das flores!

Em nossas origens ultramarinas,
tivemos a 'Revolução dos Cravos',
em Migalhas nossa pátria intestina,
nem um levante sequer. Buá, ... buá, ... buá, ... Com a palavra os poetas, prosadores e outros atrevidos, que, como eu não tiveram infância, ou, não esgotaram naquela quadra da existência, no exercício dos jogos lúdicos e outras brincadeiras, a vontade de ser feliz. Cordiais saudações,"

Cleanto Farina Weidlich – migalheiro, Carazinho/RS - 7/3/2007

"E falando nos Curinthia,

Freguezada do Edmundo,

Atenção à meninada,

aos garoto desse mundo...

Melhor é ser da Porcada,

do que dos Gavião sem pena,

pois o clássico comprova

Verdão três, fazenda zero."

Antonho Fallacci - 7/3/2007

"Amigo Cleanto (Pra não dizer que não falei em flores)

A flor fala por si,

dispensando palavrórios,

até mesmo nos velórios,

na última viajada,

ela surge entreverada

entre a canha e os castiçal,

desfila no carnaval

sempre vestida de beleza,

é a vedete da natureza,

da flora a vestal!"

Mano Meira – Carazinho/RS - 7/3/2007

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram