sábado, 24 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas

de 4/3/2007 a 10/3/2007

"Quero agradecer ao professor José Maria da Costa a gentileza de ter dado atenção à consulta que fiz, a respeito do uso equivocado da expressão 'sob o fundamento' (Migalhas 1.603 – 28/2/07 – "Gramatigalhas" – clique aqui). Fiquei especialmente feliz com o fato de ele concordar com meu raciocínio."

Luís Antônio Albiero - 5/3/2007

"Numa mesma edição de Migalhas, ao ler e-mails de vários advogados, nos deparamos com grafias distintas do tradicional 'data venia'; umas, com circunflexo, outras sem. Data maxima venia: qual a grafia correta?"

Jorge S. Decol - Ðecol JS Marketing & Copyright

Nota da redação – o informativo Migalhas 1.351, de 8/2/06, trouxe o verbete "Palavras e expressões latinas" na seção Gramatigalhas. Clique aqui para conferir.

Jorge S. Decol - Ðecol JS Marketing & Copyright - 5/3/2007

"Gostaria de saber a opinião do mestre Dr. José Maria da Costa quanto à grafia das seguintes expressões: - 'Começava a rever muitas das coisas que havia vivido até então.' – 'Muitas das coisas que aconteceram não se justificam.' – 'Descobri logo que muitas das coisas que eu admirava em...' – 'Partilhei muitas das coisas que vivi por aqui.' É correta a utilização do termo 'muitas das coisas’? Estariam corretas as expressões caso se utiliza-se apenas 'muitas coisas'? Ou as duas formas são corretas?"

Marisa Galvão Klemm - 7/3/2007

"Prezados, vez por outra me deparo com a seguinte dúvida: É certo utilizar as expressões 'o mesmo ou a mesma' no seguinte sentido? Ex: 'Apesar da empresa Demanda ter formulado uma proposta de acordo superior a anteriormente apresentada, a mesma ainda não contempla os danos morais sofridos pelo Autor'. Neste caso, esta forma de utilização está correta, ou o melhor seria substituir a expressão ‘a mesma’ pela palavra 'esta'? Sempre evito utilizar 'a mesma' ou 'o mesmo' neste sentido. Obrigado!"

Pedro Thiago da Silva Rocha - Machado Neto, Bolognesi, Azevedo e Falcão

Nota da redação – o informativo Migalhas 894, de 31/3/04, trouxe o verbete "O mesmo" na seção Gramatigalhas. Clique aqui para conferir.

Pedro Thiago da Silva Rocha - Machado Neto, Bolognesi, Azevedo e Falcão - 7/3/2007

"Prof. José Maria da Costa, Em um notório periódico que nos saúda com inúmeras e relevantes notícias que circundam nossa vida jurídica e política, encontrei grafada a expressão 'parabenizar', que desejo esclarecer se seu emprego está correto."

Luis Fernando Crestana – escritório Keppler e Advogados Associados - 8/3/2007

"Prezados, Acompanho esse poderoso rotativo há mais de cinco anos. Porém, faz pouco tempo que percebi (ou a alteração é recente) que os pontos de interrogação (?), de exclamação (!) e os dois pontos (:) são digitados com um espaço entre o sinal e a última letra da palavra imediatamente anterior. Esse espaço conta com a aquiescência do Gramatigalhas ou é, digamos, uma 'licença editorial', ou até mesmo poética? O que o Dr. José Maria da Costa diria a respeito. Abraços."

Selmo Fernando Rabelo Mesquita - 9/3/2007

"Parece que mais uma vez a expressão 'ao invés de' foi mal aplicada nesse nosso diário, quando escreve (Migalhas 1.608 – 7/3/07)

'Papel - II

Dizem os jornais que a opção da compra da Editora Três (IstoÉ, e demais) retornou para o empresário Nelson Tanure, ao invés de ir para nas mãos do Grupo Opportunity, de Daniel Dantas. Nada ainda confirmado, além do fato de que a briga entre os dois baianos, Dantas e Tanure, já é caseira.' 

Saudações,"

Jânio Paiva – OAB/RJ 139.334, Petrobras

Nota da redação o informativo Migalhas 1.477, de 16/8/06, trouxe o verbete "Em vez de" na seção Gramatigalhas. Clique aqui para conferir.

Jânio Paiva – OAB/RJ 139.334, Petrobras - 9/3/2007

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram