quinta-feira, 22 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

TJ/RJ - Justiça do Rio proíbe policiais de revistarem menores de 18 anos

de 18/3/2007 a 24/3/2007

"Srs. Migalheiros, realmente é constrangedor submeter crianças inocentes a esses exames (Migalhas 1.617 – 20/3/07 – "Solta ! sou 'de menor'" – clique aqui); porém estamos numa situação completamente anormal, pois o PCC e outras Gangs se servem dessas crianças e dos 'di menor' como uma parceria, que passa incólume em muitos trabalhos dos Bandidos. Nesses casos acho muito recomendável o exame."

Yony Blundi - OAB 8.580 - 20/3/2007

"Absolutamente louvável a preocupação daqueles que se importam com a privacidade das crianças e dos adolescentes estudantes do Rio de Janeiro, mas a OAB/RJ (bem como a MMª Juíza que concedeu a liminar para impedir a revista daqueles pequenos (?) indivíduos) devem pensar que estão vivendo na Suécia  (Migalhas 1.617 – 20/3/07 – "Solta ! sou 'de menor'" – clique aqui). A intimidação não vem por parte da revista pessoal que estaria sendo feita (e ao que parece dentro das normas) mas pelas armas e produtos vindos do submundo do crime, que é tamanha que deveria ser incentivada e estendida onde a Polícia daquele Estado achar que deve. Resumindo, o destino é só um: ou se confia em quem está querendo fazer a coisa certa ou juntamos as mãos e rezemos para não sermos a próxima vítima."

Carlos Eduardo Blesio - 21/3/2007

"Não há o que se contradizer quanto a questão legal sobre a revista das mochilas dos infantes (Migalhas 1.618 – 21/3/07 – "Conselho Tutelar em revistas" – clique aqui). Mas, vejamos, quem nos afirma que estas crianças não estão sob a coação de delinqüentes e sejam forçadas a transportar produtos ilícitos ou armas? Evidente que as crianças não podem ser punidas, mas de delinqüentes sanguinários tudo se pode esperar. Certamente os policiais tiveram o bom senso de não amedrontar os petizes, apesar das circunstâncias. Mas é saudável a presença de Conselheiros Tutelares para esse procedimento que, infelizmente, tem de ser feito porque não há como negar que somos um Haiti melhorado. Atenciosamente,"

Sandra Silva - acadêmica Direito, 9º semestre, URCamp/Alegrete - 22/3/2007

"Realmente uma medida brilhante (Migalhas 1.618 – 21/3/07 – "Conselho Tutelar em revistas" – clique aqui). Traficantes, terroristas e criminosos em geral aplaudem. Quanto tempo até alguém morrer por causa dessa medida? Cinco, dez minutos?"

Walter Simon - 22/3/2007

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram