quarta-feira, 21 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Novo presidente da CVM

de 14/3/2004 a 20/3/2004

"LUIS NASSIF- Não há relação incestuosa entre os integrantes da diretoria da CVM e os escritórios de advocacia do Rio mesmo porque os maiores escritórios do Rio também estão abertos e ativos em São Paulo (Migalhas 882 - 15/3/04 - Ai, ai, ai). Provinciana a perspectiva do jornalista. Inaceitável seria a relação de dirigentes da CVM com jornalistas que tem influência no mercado de capitais, que opinam sobre cotações, taxas de juros e política econômica. O advogado Marcelo Trindade é um respeitadíssimo professor da PUC/RJ e certamente representa uma designação que transcende aos regionalismos interesseiros."

Itamar Tavares-adv.RJ - 17/3/2004

"Prezados Migalheiros, Sou fã do Luis Nassif, mas dessa vez ele 'pisou na bola' (Migalhas 882 - 15/3/04 - Ai, ai, ai). Absurdamente, ele critica a indicação do Dr. Marcelo Trindade, que é um advogado ético e respeitado, além de ser um jurista brilhante, Professor de Direito, enfim, um colega que honra a nossa classe sob todos os aspectos. A segunda "mancada" do Luis Nassif é presumir uma relação "incestuosa" entre bancas de advocacia e a CVM. Ora, para presidir o órgão é necessário alguém que entenda do assunto, e qualquer pessoa que reúna as qualidades para ocupar o cargo forçosamente deverá ter tido alguma experiência com o mercado de ações e experiência junto à CVM. Finalmente, o terceiro equívoco consiste em falar em grandes bancas de advocacia "cariocas", pois o Dr. Marcelo Trindade até pouco tempo atrás dignificava a classe dos advogados como integrante da filial carioca do excelente escritório Tozzini, Freire, Teixeira e Silva Advogados, o qual, como se sabe, tem matriz em São Paulo, onde possui sua maior unidade. Parabéns ao Dr. Marcelo Trindade pela merecida indicação! Cordialmente,"

Gabriel F. Leonardos - escritório Momsen, Leonardos & Cia - 17/3/2004

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram