Exército nas ruas

19/5/2004
Ednardo Souza Melo - Eletrobrás - Centrais Energéticas Brasileiras S/A

"Em que pese a excelência do texto do professor Amaral [Luis Otávio] (Migalhas de peso - Exército nas ruas: um bom placebo! - Clique aqui), há uma falha, a meu ver, quanto ao seu comentário acerca do corpo do bandido morto ser transportado em carrinho de mão.Os culpados, se é que os há, seriam outros que não os policiais.Estava-se em pleno combate, não mais em uma operação policial comum.A remoção do corpo teve que ser feita pelos meios que estavam disponíveis no momento. Quem passa pela Rocinha vê a enorme dificuldade que é dar garantia à população, afastando os traficantes.O dinheiro [ilícito] do tráfico acaba "amolecendo" as consciências de moradores da favela, de policiais e até de membros mais graduados dos governos federal e estadual.Isto sem falar da apologia escancarada da droga, realizada debaixo dos olhos de todos. Faz-se necessário uma ação em várias frentes, a começar por uma revisão das leis penais e processuais, campanha esta que a OAB deveria assumir. Atenciosamente,"

Envie sua Migalha