domingo, 25 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Governo Lula

de 6/1/2008 a 12/1/2008

"Aturdido, mas não surpreso, com as recentes micagens encenadas pelo 'esperto' companheiro Lula da Silva e seus miquinhos, 'amestradosno' 'izquierdismo latrino-americano' veio-me à mente a boutade do notável Roberto Campos: 'Quando o brasileiro esperto resolve ser burro, sai debaixo...'. Irretocável!"

Alexandre de Macedo Marques - 7/1/2008

"Filme de Lula. Notícia da Folha de S.Paulo informa que o cineasta Luiz Carlos Barreto pretende rodar um filme sobre o Presidente Lula e está em busca de recursos. Precisa de R$ 7 milhões, segundo ele. Uma sugestão: Que tal o Marcos Valério e o Banco Rural. Afinal, ainda existem leis de incentivos no bom cinema nesse país."

Wilson Silveira - CRUZEIRO/NEWMARC PROPRIEDADE INTELECTUAL - 7/1/2008

"O Lula não precisa de férias, pois o trabalho dele consiste em passeios, convescotes e 'reuniõezinhas' para assinar ou anunciar as decisões tomadas por seus inúmeros auxiliares e milhares de assessores, sindicalistas incompetentes e inúteis, em cargos de confiança bem remunerados (Migalhas 1.812 – 7/1/08 – "Com a faixa na mão"). Perdoem a falta de respeito, mas o Lula é um esperto, vingativo e sem consciência com os recursos públicos, pois não investe nada em segurança, saúde ou infra-estrutura deste Brasil afora. Viajem aí pelos Estados do Centro-Oeste, Norte e Nordeste, para concluírem. Abraços"

Paulo Afonso Castro - 9/1/2008

"(Migalhas 1.813 – 8/1/08)

'Blue jeans

Culpando os produtos chineses, a Santista Têxtil encerrou as atividades de sua fábrica de jeans em Aracaju, demitindo 420 funcionários'.

Este é apenas mais um exemplo. Em 2/1/2006, Gabriel Palma (*) em entrevista para a Folha de S.Paulo, afirmou que a política econômica do Banco Central do Meirelles era 'histérica e suicida'. 'Qualquer taxa de câmbio abaixo de R$ 3,00 por dólar é absurda, assim como também é absurda qualquer taxa de juros (Selic) maior do que 10% ao ano. As políticas monetária e cambial estão destruindo a industria brasileira', afirmou o expert. (*) Professor de Economia da Universidade de Cambridge, no Reino Unido). Contudo, para o conglomerado econômico-financeiro-industrial que manda no Brasil, nada de melhor poderia haver, seus lucros aqui desde 2003 são os maiores nos últimos vinte anos. Os lulistas e seus aliados criam empregos na China, pagam a maior taxa de juros do planeta e dão isenção de I.R. só para os estrangeiros que adquirem títulos do Tesouro Nacional. É difícil acreditar que se trate somente de incompetência. Eles não têm interesse em acabar com os bolsões de marginalizados 'nestepaís' porque neles estão a maior parte de seus eleitores, que se satisfazem com as migalhas do Bolsa-miséria, que foram agora estendidas para os brasileiros de 16 e 17 anos de idade. Em ano eleitoral. Apenas mais uma coincidência. Como foi o Decreto suspendendo o controle sobre os repasses de verbas federais para Ongs, Sindicatos e Municípios. Saudações,"

Aderbal Bacchi Bergo - magistrado aposentado - 9/1/2008

"Sr. Diretor de Migalhas. Ao ler que a oposição diz que Lula está faltando com a palavra, às suas promessas, lembra-me a célebre frase: faz-me rir! Lula perdeu o ICMS, logo nunca faria promessas a seus adversários: por e para quê? Aliás, é comum as inversões: os verdadeiros terroristas viram inocentes, e os inocentes terroristas. Lembra-me a frase, parece-me que de Goebells, o chefe: 'Minta tanto que as mentiras pareçam verdade, e até você passe a acreditar nelas'! Isto fazem os americanos, freqüentemente: os vietnamitas eram terroristas,os  iraquianos são terroristas etc. etc. No Brasil, assistimos os da intentona de 64 virarem inocentes, legalistas; e aqueles que se dispuseram contra aqueles que depuseram um governo legítimo, viraram terroristas; e usam o termo comunistas para enganar. Eu já escrevi à mídia sobre isso; mas ninguém publica: há interesses escusos, ocultos, subvertendo a verdade. Bem, quem raciocina não engole as mentiras, eles podem enganar os ignorantes, e note-se que eu não sou petista, nem Lulista, só observador, que raciocina. Atenciosamente"

Olavo Príncipe Credidio – advogado, OAB 56.299/SP - 11/1/2008

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram