domingo, 25 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Congratulações

de 20/6/2004 a 26/6/2004

"Quero, aqui abraçar os Excelentíssimos senhores Cássio Antônio Ribas Gomes, Douto Membro do Público Ministério do Estado de Santa Catarina e o Ísigne Magistrado Alexandre Morais da Rosa, pelas palavras críveis nos Autos nº 038.04003149-4, tendo como partes o Estado em face do Município de Joinville. Não sejamos somente "românticos", mas realistas, pois já temos idade suficiente para termos palavra própria e mudança de atitude, tal como a tomada pelos laboriosos representantes estatais. Nós temos que aprender a "não roubar" o erário público, pois este tipo de comportamento, denota o verdadeiro genocídio, pois vejamos: se o dinheiro desviado não chega ao seu destino, milhares de pessoas morrem por falta de assistência, seja ela qual for e, não estou falando de sermos paternalistas, mas de cumprirmos o que prescreve a Constituição Brasileira e não a Soviética. Estas Pessoas que usurpam, enriquecem às custas dos contribuintes, são os verdadeiros criminosos hediondos e a senhora justiça deve usar de todo o rigor das escrituras legais para puni-los. Senhores Cássio Antônio e Alexandre Morais, sejam apenas instrumentos da justeza, dos Bons Costumes e Livres, para buscarmos a quase perfeição, pois esta, jamais a alcançaremos, mas podemos, pelo menos olhá-la ao longe nalgum exemplo e guiarmo-nos por sua luz. Aqui em Mato Grosso, falta muito, como em todo o Brasil, mas como aí, não desistimos, desanimamos, às vezes, mas... Despeço-me, senhores com o seguinte verbete: "Auriverde pendão de minha terra, que a brisa do Brasil beija e balança, estandarte que a luz do sol encerra e as promessas divinas da esperança"."

Geraldo de Vasconcellos Dias - administrador de empresas, bel. em ciências jurídicas e oficial de justiça do estado de Mato Grosso - 21/6/2004

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram