terça-feira, 20 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

FARC

de 20/1/2008 a 26/1/2008

"Parece-me claro que, depois de 7, 6, 5, 4 anos de cativeiro, muitos reféns até se 'acostumam' com as cruezas da situação, procurando se adaptar, da melhor maneira possível, até porque não sabem se voltarão ou não à liberdade (Migalhas 1.821 – 18/1/08 –"Migalhas dos leitores - Colômbia, Venezuela, Chávez"). Isso sem contar que, assim pelo menos parece, também é do interesse dos seqüestradores manter minimamente compostos aqueles de cujas vidas torpemente se servem. Estranhável, isso sim, é estranhar e/ou duvidar das infelicidades de quem vê, por tantos anos, posta sua vida em suspensão. É de indagar: gostaria qualquer um de se ver na situação de refém das Farc? Ou será que forças ocultas, seguramente de matizes ideológicas de países imperialistas, se uniram às Farc para transformar a terrível tragédia dos seqüestros em agradáveis férias longuíssimas, em verdadeiros 'spas' selvagens?"

Vania Guerreiro - 21/1/2008

"Ótimo comentário, Fernando (Migalhas 1.821 – 18/1/08 –"Migalhas dos leitores - Colômbia, Venezuela, Chávez"). Pensei ser eu a única a ter reparado na boa aparência além de excelente humor e alegria de viver da libertada. Assim até eu 'to' precisando de umas férias."

Joan Cavalieri - 21/1/2008

"O irmão e migalheiro, Fernando Pinheiro, apontou a 'belezura' das seqüestradas, quando libertadas pelas Farc (Migalhas 1.821 – 18/1/08 – "Migalhas dos leitores - Colômbia, Venezuela, Chávez"). Só há uma explicação: não se fazem mais seqüestrados como antigamente. Pior, é o papagaio Chávez defender que esse bando de bandidos, quadrilheiros e companheiros, seja um movimento insurgente. Se alguém queria um motivo para evitar que esse ajeru tagarele no MERCOSUL, aí está. Quem apóia bandoleiro e narcotraficante, ao menos em tese, da quadrilha é."

Alexandre Thiollier - escritório Thiollier e Advogados - 21/1/2008

"Com o devido respeito ao comentário do Dr. Fernando Pinheiro (Migalhas 1.821), ressalto que a libertação de um seqüestrado na Colômbia por parte das FARC requer o cumprimento de várias etapas, que não podem ser analisadas ou criticadas simplesmente pelas informações inexatas apresentadas nos jornais. Os tratamentos posteriores a que são submetidas às vítimas da violência são administradas por várias organizações do governo da Colômbia, as quais trabalham arduamente para recuperar e prevenir os terríveis danos e conseqüências que a violência tem causado no país. Nesse sentido, recomendo ao colega a leitura do livro 'Noticias de un secuestro', do Nobel da Literatura Gabriel Garcia Marquez, como material inicial para entender o complexo assunto."

Ana Cristina P. Gómez - 22/1/2008

"Prezado editor, será que o Dr. Fernando Pinheiro esta falando sério (Migalhas 1.821 – 18/1/08 – "Migalhas dos leitores - Colômbia, Venezuela, Chávez")? Se não, ele deve ser um dos admiradores do trio Evo Morales, Hugo Chávez e Fidel Castro. Será que ele ainda tem dúvidas quantas as atitudes deste terroristas colombianos? Atenciosamente."

Paulo Cesar Silva - 22/1/2008

"Magnífico Editor, Provavelmente fui extremamente sutil em meu comentário (Migalhas 1.821), pois, venia maxima concessa, a colega Ana Cristina P. Gómez parece-me não tê-lo entendido (Migalhas 1.822 – 21/1/08 – "Migalhas dos leitores – Seqüestro"). Eu não analisei ou critiquei a liberação por parte das FARC de duas senhoras que ficaram seqüestradas mais de ano e dia. O que procurei mostrar foi simplesmente o meu espanto na comparação da aparência dessas duas senhoras, com a aparência dos demais seqüestrados de que elas nos trouxeram notícia. Em menos de 48 horas ambas já estavam bem vestidas, com a pele super tratada (para quem ficou anos preso na selva), com os cabelos cortados e tratados (para quem ficou anos preso na selva), e falando e se apresentando muito bem diante das câmaras da televisão (para quem ficou anos preso na selva). Esse foi o meu espanto (e continua sendo), como mero resultado de uma constatação. Só para informar a colega, eu sou a favor da pena de morte depois de julgamento sumário para quatro crimes: seqüestro, estupro, pedofilia e tráfico de drogas. Conseqüentemente, os integrantes da FARC no meu entendimento fizeram por merecer a pena de morte. Os seus (da FARC) apoiadores, integrantes do Foro de São Paulo, deveriam ser agraciados com a mesma pena. E a revista Veja desta semana indica quem são os apoiadores do Foro de São Paulo: Fidel Castro, Hugo Chávez, Lula, Zé Dirceu, Berzoini, PT, ELN e outros que tais. Queiram, por gentileza, receber o meu cumprimento cordial!"

Fernando B. Pinheiro - escritório Fernando Pinheiro – Advogados - 22/1/2008

"No affaire FARC versus Uribe da Colômbia, existem coisas e mitos que nem a vã filosofia consegue imaginar, muito menos entender. Por que as corporações internacionais da mídia aplaudem tanto o presidente prestigiado pelo Bush Jr.? Quem são os verdadeiros narcotraficantes? Chávez é bobo ou louco, por pedir que as FARC sejam tratadas como grupo insurgente? Quem manipula três trilhões de dólares anuais? São as FARC ou é, principalmente, a capital do capital? É bom lembrar que o 'senhor das sombras' da Colômbia leva muito dinheiro dos EUA, para supostamente 'combater' os narcotraficantes, cujo produto também é consumido pela capital do capital. Aos apressados que seguem o pensamento único da mídia, é bom lembrar o 'status' que Tiradentes tinha na época colonial, sem esquecer, também, o que o exército achava dos sertanejos de Canudos. Os vitoriosos que normalmente ocupam o poder, costumam escrever a história ao seu modo, ainda que possamos e devamos reescrevê-la a qualquer momento."

Armando Silva do Prado - 22/1/2008

"Egrégio causídico, Dr. Fernando B. Pinheiro, longe de mim fomentar qualquer teoria da conspiração, mas quando vi as seqüestradas libertas em tais trajes, e com tal desenvoltura diante da mídia televisiva mundial, tive a mesma impressão que o douto causídico teve (Migalhas  1.821 – 18/1/08 – "Migalhas dos leitores - Colômbia, Venezuela, Chávez"). Não é mesmo muito estranho que pessoas acometidas ao crime de seqüestro e por tanto tempo, estejam tão bem, em todos os sentidos? Não parece, com o devido respeito de minha ignorância, armação? Tenho cá minhas dúvidas!"

Jean Pierre Almeida Paula - 23/1/2008

"Altamente pertinente o comentário do colega Pinheiro (Migalhas 1.821 – 18/1/08 –"Migalhas dos leitores - Colômbia, Venezuela, Chávez"). Gostaria de acrescentar que uma pessoa acorrentada pelo pescoço por longos períodos, desenvolve marcas difíceis ou quase impossíveis de serem apagadas, a menos que algum maquilador de Hollywood tenha sido chamado às pressas ou tal 'tratamento FARC' não tenha real/ sido aplicado às esfuziantes ex-reféns. Seria bom, portanto que os críticos aguardassem a libertação da franco-colombiana Ingrid Bettancourt, o que se realmente acontecer, poderá vir a confirmar o expressado pelo Fernando Pinheiro. Atenciosamente."

Ednardo Souza Melo - 23/1/2008

"Prezados Migalheiros. Corroboro o pensamento (e o espanto) de outros migalheiros com a aparência dos seqüestrados devolvidos pelas FARC. Salvo minha ignorância, seria impossível que as reféns em apenas dois dias ficassem tão seletas após anos de famigerado cativeiro. Alguma coisa está distorcida nessa situação. Se vocês puderem, tragam a verdade para nós. Ninguém que está preso e supostamente vivendo em penúria se mostra tão bem fisicamente em questão de horas. Será tudo um truque? Atenciosamente."

Sandra Silva - Socióloga, Jornalista, acadêmica de Direito - 23/1/2008

"Concordo com a nobre opinião do sr. José Celso de Camargo Sampaio (Migalhas dos leitores - 23/1/08) e gostaria de citar a seguinte frase do Coronel Luis Mendieta, seqüestrado há 9 anos na Colômbia : 'No es el dolor físico el que me detiene, ni las cadenas en mi cuello lo que me atormenta, sino la agonía mental, la maldad del malo y la indiferencia del bueno'."

Ana Cristina P. Gómez - 24/1/2008

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram