quinta-feira, 22 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Carga tributária das empresas

de 18/7/2004 a 24/7/2004

"É do trágico Eurípedes a frase "um mau começo leva a um mau final". A afirmação comprova-se com o adiamento, no mínimo por um ano (alguém acredita?), das medidas de redução da carga tributária (Migalhas 970 – Conductore), por sinal acordadas quando da aprovação no Congresso da reforma tributária, tendo em vista a rejeição, pela sociedade, da  proposta de aumento da Contribuição Previdenciária das empresas. Nem precisamos ser um jumento para compreender que, se o país não cresceu e a arrecadação tributária aumentou, houve, sim, um aumento monumental de impostos. Vamos deixar de bobagens e ir direto ao ponto: somos os escravos e eles, os governantes, os nossos senhores... Reduzir os majestosos gastos do governo, JAMAIS!!! Fico com Vandré: "quem sabe faz a hora e não espera acontecer"... Desobediência civil neles..., e JÁ!"

Alexandre Thiollier - escritório Thiollier Advogados - 22/7/2004

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram