sexta-feira, 23 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Manicômios brasileiros

de 18/7/2004 a 24/7/2004

"Advogados e psicanalistas unem-se na investigação de fatos graves ocorridos em manicômios brasileiros. É chegada a hora do governo voltar-se para este grave assunto, que coloca em risco o nome do Brasil, perante órgãos internacionais que lutam em favor dos direitos humanos. A Comissão de Direitos Humanos, presidida pelo advogado paraibano José Edísio Souto fez muito bem em deflagrar esta campanha, ao lado de especialistas em doenças nervosas, colhendo elementos de prova que certamente haverão de ajudar as autoridades na apuração dos fatos. Por sua vez, o Presidente Roberto Busato, empenhado na luta contra as iniqüidades sociais passará a contar com dados positivos da negligência estatal, ficando, assim, em condições de apontar ao governo o caminho a ser seguido no combate à situação calamitosa dos manicômios e "casas de saúde" existentes em nosso país. A iniciativa é séria,oportuna, corajosa e humana merecendo ser prestigiada pela população, a quem cabe denunciar os fatos que possam atentar contra a dignidade dos enfermos, expostos a uma situação animalesca. Se Sobral Pinto estivesse ainda conosco, certamente iria valer-se, novamente, da lei de proteção aos animais, em defesa desses desvalidos..."

Aristoteles Atheniense - escritório Aristoteles Atheniense - Advogados S/C - vice-presidente da OAB - 23/7/2004

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram