sábado, 24 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Entrevista - Dr. José Martins Pinheiro Neto

de 25/7/2004 a 31/7/2004

"O último número do Jornal do Advogado, da OAB/SP publicou uma entrevista com o Dr. José Martins Pinheiro Neto, que é um primor. Na sabedoria de seus 87 anos, deu uma primorosa, lúcida e bem objetiva entrevista com respostas claras e atualizadíssimas, como é de feitio dos vencedores, como ele o é. O Dr. Pinheiro, como ele é conhecido por todos, e a reportagem confirma, é um exemplo para os jovens advogados, e um orgulho para nós não menos jovens advogados. O conselho dele para se obter êxito na profissão é: trabalhar, trabalhar e trabalhar. Nada mais correto. E a mensagem: Deus ajuda a quem cedo madruga, aplica-se-lhe muito bem. Lembro-me das vezes em que tive a oportunidade de com ele conversar --- e infelizmente foram poucas, mas todas de qualidade insuperável --- em que ele dizia que, quando chegavam os primeiros advogados ao escritório, ele já tinha lido toda a correspondência do dia anterior, não só a recebida, mas também a enviada pelos advogados de seu escritório (e aí estavam incluídos os arrazoados e pareceres emitidos), bem como já se atualizara, e mais uma vez as respostas que ele deu durante a entrevista confirmam isso, do que estava acontecendo no Brasil e no mundo, uma vez que já lera os principais jornais do dia. Isso é trabalho, que, aliado ao conhecimento técnico, à experiência, a tenacidade e ao espírito batalhador, fez com que ele fosse um vencedor. Ele informa que conseguiu muitos clientes estrangeiros pelo simples fato de que fala inglês e depois, vinha o trabalho, trabalho sério, esforçado, honesto. E eu acrescento sem medo de errar: o carisma, este além, de tantos atributos que lhe são peculiares, sempre fez com que seus clientes morressem de amor por ele. E com razão. Do alto da sabedoria de seus 87 anos, quase que decano entre os profissionais, faço chegar a ele essas palavras, com a admiração daquele que lhe devota sincera amizade e orgulho de ter vivido em uma época contemporânea à dele."

Jorge I. Salluh - Sócio Consultor de Veirano Advogados - 29/7/2004

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram