sexta-feira, 23 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

OMC

de 8/8/2004 a 14/8/2004

"Quanto à vitória do Brasil na OMC (por duas vezes) não vejo motivos para comemorações (por enquanto). O fato é que para um país que aspira ser grande, aos olhos de quem está de fora, precisa demonstrar grandeza aos que nele residem. Somos um país (quase) livre de transgênicos, nosso gado utiliza o pasto livre, usamos energia hidroelétrica, temos (em cada região) condições climáticas diferenciadas (e solo fértil) que propicia o cultivo de toda espécie de agricultura existente no planeta. Poderia redigir laudas e mais laudas demonstrando desperdício e incompetência administrativa dos "modernos" presidentes que nos arrasta por décadas. Se um telhado cair no oriente ou o presidente norte-americano tropeçar em seu jardim, temos arrochos na economia, desemprego, fome e miséria no Brasil. Petrobrás, CSN, Vale do Rio Doce, Furnas, etc., e tudo isso em meio a um clima mundialmente hostil (guerras e conflito de superpotências). Não repetirei feitos do passado ou tolices recentes pois qualquer brasileiro conhece os fatos (em maior ou menor profundidade). O fato novo é que não temos estradas, portos ou qualquer outra coisa que nos faça tirar proveito dessa vantagem obtida na OMC. A estrutura de um grande país reside em seu povo e nós já estamos . Essa tristeza o Dr. Carlos Alberto Bastos de Matos (prematuramente) levou consigo (infelizmente)."

Renato da Rocha Fonseca - 9/8/2004

"A questão de 1 ou 2 meses atrás o Brasil venceu uma parada contra os Estados Unidos na mesma OMC, tratava-se de subsídio ilegal aos produtores de algodão daquele País (Migalhas 981 – Êxito). Semana passada a vitória foi contra a União Européia, uma sujeira sem tamanho, o custo de produção da tonelada do açúcar girava em torno de 700 dólares e eles vendiam a mais ou menos 260 dólares. Não gostei da colocação de um jornalista da Globo quando ele disse: O Brasil vence mais uma batalha, Davi contra Golias. Está certo, eles podem ser Golias, mas nós não somos Davi. Parabéns para nós."

Eduardo Rogério da Silva - 9/8/2004

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram