quinta-feira, 22 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Jornada de trabalho

de 25/5/2008 a 31/5/2008

"Caro editor, no momento em que a França dá mostras de perceber que sua jornada de trabalho de 35 horas semanais está prejudicando o desempenho da economia daquele país, rediscutindo o tema, alguns celerados, na contramão da história, querem implantar no Brasil jornada de 40 horas semanais. Já temos feriados e dias sem trabalho em número excessivo, prejudicando a produção sem trazer qualquer benefício comprovado (Migalhas 1.905 - 28/5/08 - "Jornada"). Que benefício traria a redução da jornada hebdomadária de trabalho? Reduzindo-se a carga horária estaremos abdicando de um crescimento e de uma geração de empregos e riqueza inimagináveis para um País que necessita crescer para diminuir a desigualdade social e gerar mais empregos, não necessariamente nessa ordem. Antes de defender a redução da jornada de trabalho, batalhemos pela redução no número de feriados! Cordialmente,"

Fabiano Adamy – advogado – Concórdia/SC - 29/5/2008

"A jornada de trabalho, como estampada na Constituição Federal, é o mínimo indispensável para a realização das atividades rotineiras de produção e de circulação monetária (Migalhas 1.905 - 28/5/08 - "Jornada"). Inviável, pois, sua redução."

Moacyr Pinto Costa Junior - sócio do escritório Moacyr Pinto Costa Junior & Advogados Associados - 29/5/2008

"Sr. Diretor, funcionários e leitores amigos migalheiros, a propósito da fala do causídico de SC (Migalhas 1.905 - 28/5/08 - "Jornada") disponho: Se diminuírem os feriados com certeza (eu) faria mais economia, não viajaria, não daria almoço na minha casa para minha enorme família, os restaurantes não ficariam super lotados, cinemas, estradas, ...não gastaria compras de passagem com a GOL ou outra, enfim, mais dinheiro no banco. A propósito, vocês acham mesmo que feriado atrapalha a economia? Tenho certeza que alimenta e muito a economia do Pais. Fiquei sabendo que na França quando o feriado caí no domingo eles transferem para segunda feira... eta País pobre! (a França)."

Luiza Nélia Pereira de Resende - 30/5/2008

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram