sábado, 24 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Convenção 158 da OIT

de 1/6/2008 a 7/6/2008

"(Migalhas 1.910 - 4/6/08 - "Convenção 158 da OIT") Interessante que quando não interessa ao patronato, buscam-se argumentos até na seara adversária, citando-se fora do contexto, o ministro Celso de Mello, histórico defensor da Constituição, alegando-se que os trabalhadores serão prejudicados, que os empregos desaparecerão e terrorismos verbais outros. A verdade, apesar de andar meio envergonhada ultimamente, resiste nesse aspecto, pois a convenção 158 dá voz e vez ao mais fraco, vítima da prepotência predadora de empresários que só conhecem resultados, ainda que à custa de exploração e humilhação. Senhores legisladores, cumpram seu dever."

Armando Silva do Prado - 4/6/2008

"A respeito da ratificação da Convenção 158 da OIT, vale destacar o parecer contrário do deputado Júlio Delgado, indo contra o populismo desenfreado e inconseqüente do governo Lula (Migalhas 1.910 - 4/6/08 - "Convenção 158 da OIT"). Merece destaque este deputado que foi o relator do processo que culminou com a cassação do deputado José Dirceu, um dos poucos episódios que, no desgastado Congresso Nacional, não acabou em pizza. Agora posicionando contra a 'estabilidade' dos empregados brasileiros, mostra que Júlio Delgado é um deputado coerente e que se pauta pela ética na política. Algo quase em extinção no cenário político brasileiro."

Massilon da Silva Maciel - 5/6/2008

"(Migalhas 1.910 - 4/6/08 - "Convenção 158 da OIT") Sobre a Convenção 158, perdoem-me, mas sobre o pedido da Febraban, os amigos queriam que tipo de parecer ? Fatalmente, não seria favorável aos trabalhadores. Quanto ao deputado Delgado, diria que quem tem um aliado desses, não precisa de inimigos. A Convenção é fundamental, tendo sido denunciada pelo governo mais entreguista e neoliberal da história deste país".

 

Armando Silva do Prado - 6/6/2008

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram