terça-feira, 20 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Presente (de grego?)

de 15/6/2008 a 21/6/2008

"Charla Muller, uma americana, resolveu presentear o marido, em seu aniversário de 40 anos, de forma inusitada: um ano de relações sexuais todos os dias. O marido, Brad, de início, conta a notícia, se assustou e recusou a proposta. 'Eu, hein? O que que é isso?' Deve ter pensado, em inglês, é claro. E, por certo, deve ter se lembrado daquela história de seu conterrâneo, que seguia de carro por uma estrada, no México, quando foi parado por um bandoleiro, armado, que ao invés de exigir dinheiro, mandou que se masturbasse. Sem entender, obedeceu. Assim que acabou, novamente o meliante ordenou que se masturbasse de novo... e, de novo. Exausto, ouviu o bandoleiro chamar alguém que estava escondido atrás de uma moita: 'Venha, Maria, o senhor está oferecendo gentilmente uma carona até a cidade...'. E então, e talvez por isso mesmo, acabou o Brad aceitando o 'presente' da esposa. No final, não foi uma 'Brastemp', mas quase; Brad alcançou a marca de 26 a 28 relações por mês o que, convenhamos, é algo olímpico. Depois da experiência, Charla relatou tudo em um livro chamado '365 Nights', o que acaba, é claro, com qualquer pretensão aos 'days'. Daí, a moda pegou, e veio uma outra dona de casa, entusiasmada, que submeteu o marido à mesma experiência, menos dolorosa, só de 100 dias, como a guerra do mesmo nome, e lançou um livro com o sugestivo nome 'JUST DO IT' que, ao que me lembre, é o slogan da Nike, que deve lançar um tênis especial de corrida, para quem não se sinta preparado para 'simplesmente fazer' sexo todos os dias, 100 dias por ano."

Wilson Silveira - CRUZEIRO/NEWMARC PROPRIEDADE INTELECTUAL - 19/6/2008

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram