sexta-feira, 23 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

MP ad hoc

de 15/8/2004 a 21/8/2004

"Meus caros migalheiros, Anteontem, estava em minha casa, perto das nove da noite, quando ouvi William Bonner anunciar, com voz grave, no JN: a circulação de edição extra do DOU com a publicação de MP que concedeu condição de ministro (e conseqüente foro privilegiado) ao presidente do BC. Estava na presença de mais dois amigos, advogados, e ficamos em dúvida sobre se era mais grave o casuísmo da MP em tela ou a sua edição absolutamente fora dos pressupostos constitucionais, justamente por um governo que sempre se arrogou a condição de verdadeiro representante da democracia. Contudo, a despeito das dúvidas, tivemos uma certeza, a de que a notícia em si, aliada à forma de sua divulgação (na calada da noite), nos trouxe verdadeiro frio na espinha, por ser muito parecida com os atos mais repugnantes da época do regime ditatorial neste País. Curioso é que não convivemos com esse regime, mas dentro dele, seguramente temos nos sentido inseridos, tendo em vista todos os recentes atos de um Governo que só controla (juízes e jornalistas que o digam), mas que não quer ser controlado. Saudações."

Guilherme Dominguez - 18/8/2004

"Com relação à migalha do colega Guilherme Dominguez, publicada no Migalhas 990, acerca da MP que concedeu status de Ministro ao presidente do BC, não se pode chegar a outra conclusão, senão àquela brilhantemente atingida por Bertold Brecht: "... Também não faltaria uma religião, se os tubarões fossem homens. Ela ensinaria que a verdadeira vida dos peixinhos começa apenas na barriga dos tubarões. Além disso, se os tubarões fossem homens, também acabaria a idéia de que os peixinhos são iguais entre si... Em suma, se os tubarões fossem homens, haveria uma civilização no mar." Parabéns, Brasil, cada vez mais próximo da civilização!!! Atenciosamente,"

Thiago Sandoval Furtado, quintanista da Faculdade de Direito do Largo São Francisco (FDUSP) - 19/8/2004

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram