quinta-feira, 22 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Maratona jurídica

de 29/8/2004 a 4/9/2004

"Depois do que aconteceu com o nosso atleta Vanderlei de Lima em Atenas, o governo brasileiro e o COB deveriam contratar escritórios de advocacia na Grécia e na Inglaterra para acompanharem o caso, forçando um severo castigo ao causador da perda da medalha de ouro para o Brasil na maratona. É o mínimo que se pode fazer para retribuir o excelente trabalho do nosso atleta."

Celso Buzzoni, advogado - 30/8/2004

"Espero que nosso governo por intermédio de seu mais alto escalão e da mesma forma a COB - Confederação Olímpica Brasileira, que não mediu esforços na tentativa de eleger a cidade do Rio de Janeiro como sede dos jogos Olímpicos do ano de 2012, tome alguma atitude contra os organizadores dos jogos em Atenas visando com isso, além de punir o causador daquela tragédia, ao menos  amenizar os prejuízos causados ao nosso ilustre maratonista Vanderlei Cordeiro, que por um descuido de parte da segurança daquela prova teve seu desempenho totalmente prejudicado e por conseguinte perdeu uma medalha de ouro tida por muitos especialistas do esporte como certa. Torço para que nossos dirigentes, sejam envolvidos por toda garra, persistência e determinação com que Vanderlei, apesar de tudo, conquistou nossa última medalha olímpica, pois somente assim, veremos que uma fatalidade dessa natureza não cairá no esquecimento, e o mérito e destaque de nosso maratonista será novamente enaltecido, sem contar o bem que estará sendo feito à nação brasileira."

Renato Reis Silva - 31/8/2004

"Não creio que o governo brasileiro deva gastar mais dinheiro do que já foi gasto com as Olimpíadas. Entretanto, o caso deve merecer a atenção da imprensa nacional e internacional porque violou de forma drástica o direito da conquista justa e merecida de um grande atleta. Fica, porém, uma grande lição do fato, a supremacia do moço pobre e batalhador, que entrou feliz num estádio emocionado com o feito daquele que se tornou pássaro/avião, veloz, feliz, realizado! O prêmio a ser entregue nos próximos dias, não será de consolação e, sim, de consagração!"

Maria Gorete Soares Franco - CSN - Companhia Siderúrgica Nacional - 31/8/2004

"Prezado Editor, aproveitando a sua grande influência política, gostaria de sugerir sua interferência na questão da extradição do chileno Maurício Norambuena. Não vejo motivo para que o contribuinte pague as suas férias no Brasil, devendo o mesmo voltar ao seu país de origem. Em substituição, tenho certeza que o povo brasileiro teria enorme prazer em manter preso por aqui o ex-padre Irlandês que vive correndo atrás de brasileiros. Aliás, do jeito que ele gosta de andar fantasiado, iria adorar o carnaval de nossas cadeias. Um abraço."

Marcelo Claudio do Carmo Duarte - Marcondes Advogados Associados - 1/9/2004

"Pelo menos o ex-padre irlandês que atrapalhou nosso maratonista serviu para alguma coisa. Nos ensinou o que é um Poder Judiciário que funciona! Em 48 horas prenderam, indiciaram, julgaram, condenaram, arbitraram fiança e liberaram. Já imaginaram se fosse cá em nossas terras tupiniquins! Obviamente alguns nacionalistas vão discordar e defender a perpétua para o coitado do maluco!"

Carlos Frederico do Valle Sá Moreira - 1/9/2004

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram