quarta-feira, 21 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Migalheiros

de 9/11/2008 a 15/11/2008

"Onda que passa

História dos papéis

O mouse a demarcar

Palavras que somem

Mas que vão voltar

A tela da história

Um trabalho a postar

Um instante eterno

Que não vai durar

Tudo a voar

Sempre escrevendo

De um tempo correndo

Não pode parar

Vida sumida

Na abstração

Vida já vivida

Em outra ilusão

No útero da terra

Vai transformar

Onda que passa

A outro repassa

Sempre a chorar"

Luiz Domingos de Luna - 10/11/2008

"Sr. diretor, ontem, recebi um e-mail com o seguinte pensamento de Jen Jacques Rousseau;

Lenora-FCFreitas

'Uma sociedade só será democrática quando ninguém for tão rico que possa comprar alguém e ninguém seja tão pobre que tenha de se vender a alguém'. (Rousseau).

E permitam-me completar o pensamento: será isto possível? Claro que não! O simples fato de um homem precisar perseguir um emprego é uma forma que desmente o conceito. Se ele visa arranjá-lo ele já está subornado, já depende de outro ou outros para sobreviver e terá de se adaptar às circunstâncias. Logo, a forma de emprego é uma forma de manter o homem enclausurado. É uma forma de grilhões, submetido à corrupção.  Há muito não voto, aproveitando-me de ter ultrapassado os 70 anos. Por quê? Por que tudo que vejo em política é utopia, para querer resolver os problemas humanos. Aquele que visa chegar a mandar na política está visando nada mais nada menos que um emprego para sobrevivência dele. Primeiramente, ele está visando resolver o seu próprio problema, logo, obviamente ele está enganando os demais, quando diz de resolver problemas alheios. Logo, para mim, não há boa intenção nos políticos. Eles estão sempre procurando venderem-se às idéias que todos têm, de uma forma ou outra, quer sendo comunistas, direitistas, centristas e até anárquicos. Se vendem-se às idéias, para obterem empregos, na política, são corruptos, de uma forma ou outra. Enfim, a corrupção é uma forma humana. Ela está integrada em seu caráter. Bom, vamos parar por aí, senão alguém estará esperando-me na esquina. Pra bom entendedor..."

Olavo Príncipe Credidio – advogado, OAB 56.299/SP - 10/11/2008

"Não posso deixar de partilhar com os migalheiros inteligentes, gente de bem com a vida, esta boutade de autoria do Aldir Blanc, mistura carioca de psiquiatra, compositor, humorista e cronista da Vila Isabel, onde 'quem é bacharel não tem medo de bamba'. Chamando o castrador 'politicamente correto' de 'morte do humor', mandou o Aldir: 'Ele se insinua em tudo, literatura esotérica, dietas, malhação, política, economia. É um assassino. Destrói cada setor da atividade em que se intromete... Já vivemos na ditadura, hoje vivemos na ditamole. É uma censura que não ousa dizer o nome'. Bem dito! O politicamente correto é uma censura que não ousa dizer o nome! Daqui a pouco tem nego falando de orgulho."

Alexandre de Macedo Marques - 10/11/2008

"Por incrível que pareça, Rumsfeld, o ex-secretário de segurança de Bush, autorizou as Forças Armadas a atacar países como Síria, Paquistão, e outras, onde pudesse haver focos da Al-Qaeda. Pode? Ah, os EUA podem..."

Conrado de Paulo - 11/11/2008

"Comemorar a conquista da série B pelo Corinthinas é como fazer churrasco quando um primo é solto da cadeia. A gente compra a carne, a cerveja, comemora... mas nunca vai dizer o motivo da festa."

Conrado de Paulo - 12/11/2008

"Estive na Delegacia de Polícia de Araras/SP. Prédio zero quilômetro. Não tem telefone, não tem internet, não tem comunicação com ninguém. Os funcionários de greve, usam o prédio novo, recebem salário, mas não trabalham. Pode?"

Jose Roberto Zambon - 13/11/2008

"AOS 72!

NÃO ME FALEIS DOS ANOS DO PASSADO

MAS ME AUGURAI ALGUNS PARA O FUTURO

EMBORA AQUI PRÁ FRENTE SEJA ESCURO

O LEITO SEM APOIO LADO A LADO

 

PRÁ SUSTENTAR-ME EM PÉ, ATRAPALHADO,

CLAUDICO COMO UM CEGO SOBRE O MURO

E MUITO MAL NAS PERNAS ME SEGURO

NEM SEI EM QUE ESPERANÇA SEGURADO

 

OLHO PRÁ CIMA E EM BAIXO E LÁ NO FUNDO

RESSOA O MEU TEMOR COMO NUM ECO

NO CANSAÇO QUE MAL ME SOLTA A VOZ

 

ESPANTA-ME PENSAR INDA NO MUNDO

RECITANDO E SEGUINDO O VADEMECO

SEM PASSAR DO REFRÃO DOS SETE DOIS."

Ontõe Gago - Ipu/CE - 15/11/2008

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram