sábado, 24 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Eleições EUA

de 7/12/2008 a 13/12/2008

"Acho que o mundo, de tão perdido e desiludido, aposta todas as fichas no presidente eleito, Barack Obama. Muitas pessoas crêem que sua vitória seja algo como que um sinal vindo dos céus: Bush, foi o anti-Cristo; Obama, é 'o que veio para salvar'... A vida nos ensina que quando depositamos nas mãos de alguém todas as nossas expectativas de mudança para melhor e quando vemos nesse alguém a solução para a maioria dos problemas mundiais, para a redenção dos povos, a união das raças e o vislumbre da paz, há que se ter prudência... É esperar demais de quem não sabemos se conseguirá juntar nem mesmo alguns dos cacos que sobraram após o novo 'crack' americano... Barack atingiu o apogeu com a rapidez de um cometa porque fez por merecer. Esperar que reverta o caos em que se encontra o mundo, é deificá-lo... Lembremo-nos: a expressão é 'Hosana - e não OBAMA! - nas alturas'..."

Miriam Lima Panighel de Campos Carvalho - 12/12/2008

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram