Operação Satiagraha

23/6/2009
José Diogo Bastos Neto - advogado

"Só para entender: O Presidente do STF e CNJ, Ministro Gilmar Mendes, alardeou publicamente que o Juiz Federal Ali Mazloum estaria sendo vítima de retaliação por força de suas recentes decisões - por exemplo, quebra de sigilo telefônico de Paulo Lacerda, ex-chefe ABIN -, dando como exemplo o fato deste Magistrado singular responder a processo disciplinar junto a Corregedoria do TRF da 3ª região (Migalhas 2.167 - 23/6/09 - "Desagravo"). Sem questionar se a autoridade suprema do Judiciário pátrio deve se utilizar de sua posição para emitir opinião sobre Juiz em investigação junto a órgão competente, indaga-se: Pode ser considerada retaliação a fato atuais perpetrados pelo Juiz Masloum, como menciona Mendes ser a razão do ataque, a existência de processo disciplinar por suposta transgressão cometida em 2002? Mais ainda, será que o Juiz De Sanctis não mereceria idêntico apoio em razão de ataques que sofreu no âmbito da Corregedoria da mesma Corte por atos jurisdicionais tão polêmicos com os que vêm sendo prolatados pelo Juiz Maszloum? Parafraseando Elio Gaspari, como fica a compreensão de Eremildo, o idiota, a esses diferentes pesos e medida?"

Envie sua Migalha