quarta-feira, 21 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

III Festival dos leitores

de 23/1/2005 a 29/1/2005

"Excelente metáfora! "Os Caraí" são "figuras misteriosas que viviam à margem de todas as tribos" e "não pertenciam à linhagem alguma, considerados como semideuses", como bem disse o autor do texto, Dr. Valfrido Medeiros Chaves ("O "Caraí": uma metáfora sobre o Judiciário"clique aqui). Então, tenho comigo, que se considerarmos o nosso Brasil como a maior tribo do mundo (o que, se não é, parece ser), podemos dizer sem medo: é só tirarmos alguns "Caraí" do Executivo, do Legislativo e do Judiciário, que pensam ser semideuses, que tudo ficará bem, e a certeza de que a função teleológica do Estado é o bem comum, será mais cristalina em nossos esperançosos corações! Um forte abraço a todos! Em tempo: A cada dia Migalhas fica mais interessante de se ler! Parabéns aos idealizadores desse projeto que deu certo!"

Frederico Guilherme Siqueira Campos - 26/1/2005

"Dr. Sérgio Roxo, parabenizo-o pelo artigo ("Roubo em ônibus"– clique aqui). Em tempo o Pretório manifesta-se sobre o assunto, não divulgado em sua amplitude, mas preponderante na vida das empresas transportadoras de passageiros. Não obstante as dificuldades encontradas pelas empresas regularizadas, impostos, burocracias, órgãos fiscalizadores despreparados, falta de funcionários, estradas péssimas, esbarramos também na diversidade da legislação, ou seja, responsabilizam objetivamente as transportadoras de passageiros, exigem adaptações nos veículos, gratuidades, seguros aviltantes, sem qualquer controle funcional, responsabilidades inerentes aos órgãos governamentais e, de uma forma escandalosa, eximindo-se, então, de qualquer obrigação. Com este recente julgado podemos dizer que existe uma luz no fim do túnel."

Raquel Vieira - assessora jurídica do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros por Fretamento de Ribeirão Preto e Região - 26/1/2005

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram