terça-feira, 20 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Primeiros socorros

de 13/2/2005 a 19/2/2005

"Como contrapartida da obrigação de fazer um cursinho de primeiros socorros, quero exercer meu direito natural, colocando, no meu carro, o seguinte aviso EM CASO DE ACIDENTE, POR AMOR A MIM, NÃO MEXA EM MIM, EXCETO SE FOR MÉDICO. DEIXEM QUE PESSOAS HABILITADAS O FAÇAM. SE QUISER AJUDAR TELEFONE PARA QUEM POSSA VIR ME SOCORRER: R E S G A T E 1 9 3. Prefiro a falta de quaisquer cuidados, do que receber cuidados de quem, ainda que com a aparente intenção de ajudar, queira por em prática o que aprendeu no cursinho realizado apenas por ser obrigatório e para acertar a validade da carteira de motorista. Afinal, num tal cursinho não haverão senão cultores, tanto no corpo docente, como no discente, da cultura de almanaque. Tenho o direito de querer, e o exijo, que não me ajudem a piorar o estado em que me encontre, depois de um, sem dúvida infausto, acidente."

Pedro Luís de Campos Vergueiro - Procurador do Estado de São Paulo aposentado - 14/2/2005

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram