domingo, 25 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Hábitos e hábitos

de 13/2/2005 a 19/2/2005

"É a primeira vez que um cardeal do baixo clero é eleito Papa, mas os pernambucanos não têm do que se orgulhar. Cavalcanti é corporativista, oportunista, adesista e falso moralista, tudo rimando. Foi puxa-saco dos militares e no final da ditadura protagonizou um dos fatos de que mais se envergonham os pernambucanos: foi o responsável pela expulsão do padre italiano Vítor Miracapilo, queridíssimo na sua paróquia de Ribeirão, cidade da zona da mata pernambucana. Na época respondia pelo arcebispado do Recife e Olinda, o saudoso bispo dom Hélder Câmara, um ícone da igreja brasileira, odiado pelos militares porque não beijava as suas botas. O padre Miracapilo foi expulso pelo regime militar porque se recusou a celebrar uma missa no dia da nossa independência, alegando que não havia motivo pra ter missa de ação de graças em comemoração. Com o passar dos anos e defendendo bandeiras contra o aborto, cenas de sexo na TV e união de pessoas do mesmo sexo, Cavalcanti passou a ser ídolo de setores da igreja brasileira e de Roma, chegando até a ser recebido pelo Papa João Paulo II que lhe deu as suas bênçãos."

Abílio Neto - 16/2/2005

"Em recente revista semanal, o ator José Wilker da Rede Globo, disse considerar inúteis os participantes do Big Brother por permanecerem três meses em inatividade sem produzir e sem fazer falta em seus campos de atuação. Com o novo presidente da Câmara dos deputados assumindo e defendendo férias de 90 dias para seus pares, a análise do renomado ator pode ser aplicada analogicamente.....analogicamente, é claro ao ativo legislativo."

Fernando Paulo da Silva Filho - Advogado em São Paulo - 17/2/2005

"Amado Diretor. A eleição do deputado Severino Cavalcanti para a presidência da Câmara merecia de Migalhas um editorial mais contundente, pois esse fato representa um retrocesso imenso no curso da caminhada em busca do aperfeiçoamento das instituições democráticas em nosso país. Acho que podemos comparar a atitude dos deputados como a eleição que "elegeu" o rinoceronte Cacareco em São Paulo há mais de 40 anos atrás..."

Antonio Carlos Bastos de Mattos - 17/2/2005

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram