terça-feira, 1 de dezembro de 2020

PÍLULAS

Publicidade

Juízo universal

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Um dia após o Supremo bater o martelo no sentido de que a investigação sobre Lula deve ficar na Corte, o juiz Moro dispara mais uma fase da Lava Jato, e novamente o foco é bem claro. Quer-se exumar o corpo de Celso Daniel. A 27ª fase da Lava Jato aportou em Santo André e foi atrás das pessoas citadas no processo que investiga a morte do ex-alcaide do ABC. Ninguém duvide, querem uma delação premiada em busca de um mandante. Ganha um doce quem acertar o nome que eles querem ouvir... Agora, o que isso tem a ver com Petrobras, vá, leitor estudioso do Direito, entender.

Contra a imprensa

A Lava Jato já invadiu escritórios de advocacia, agora é a vez da imprensa. Um dos alvos das buscas e apreensões seria o Diário do Grande ABC. Se a moda pega...

Florilégio jurídico

A Lava Jato tem proporcionado coisas interessantes, obrigando-nos a revisitar autores nas diversas áreas do Direito. Hoje, quem diria, fomos levados à seção de brochuras de Medicina Legal. Ah, e que prazer poder recordar as lições destes mestres. Almeidinha, depois sucedido pelo discípulo Costinha, de saudosa lembrança. Ambos autores do clássico "Lições de Medicina Legal" (Almeida Jr. e J. B. de O. e Costa Jr.). E como eram saborosas as aulas do Costinha... Mas recordamos aqui também outros autores, como Flamínio Fávero e Afrânio Peixoto. Deste último, e que serve de argumento cirúrgico ao juiz do Paraná, extraímos o seguinte trecho : "Um estado adiantado de putrefação não constitui motivo de escusa à prática de uma autópsia ; em qualquer época, é possível, de um cadáver, colher informes uteis à Justiça".

Atualizado em: 1/4/2016 09:35