sábado, 23 de janeiro de 2021

PÍLULAS

Publicidade

Baú migalheiro

terça-feira, 29 de dezembro de 2020

Em 29 de dezembro de 1903, há 117 anos, nasceu Cândido Portinari, na cidade de Brodowski, interior de SP, um dos artistas plásticos brasileiros de maior destaque internacional. Com aproximadamente cinco mil obras na sua carreira, ele também pintou gigantescos murais como os painéis Guerra e Paz, doados à sede da ONU, em Nova York em 1956, assim como a obra A descoberta da terra, no edifício da Biblioteca do Congresso, em Washington. Em 1928, ganhou a medalha de ouro da Escola de Belas Artes e uma viagem à Europa. Ficou dois anos em Paris, onde consagrou seu estilo e conheceu a uruguaia Maria Martinelli, sua futura esposa e com quem viveria por toda sua vida. O retorno ao Brasil aconteceu apenas em 1946. Em 1951, Portinari expôs na Primeira Bienal de São Paulo. Pouco depois, porém, começou a ter problemas de saúde por conta da intoxicação pelo chumbo de suas tintas. Sem obedecer às ordens médicas, ele continuou pintando e viajando para exposições. Em 1962, seu envenenamento foi fatal e o artista morreu no dia 6 de fevereiro de 1962, no Rio de Janeiro.

(Imagem: Arte Migalhas)

(Imagem: Arte Migalhas)

Atualizado em: 23/12/2020 12:58