quarta-feira, 3 de março de 2021

PÍLULAS

Publicidade

Baú migalheiro

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Há 108 anos, em 21 de janeiro de 1913, morreu, em Buenos Aires, Aluísio Tancredo Belo Gonçalves de Azevedo, romancista, cronista, caricaturista, diplomata e jornalista brasileiro. Nascido no dia 14 de abril de 1857, em São Luís, no Maranhão, ele se mudou para o Rio de Janeiro em 1876 para estudar na Academia Imperial de Belas-Artes. Seu primeiro livro foi "Uma Lágrima de Mulher". Em 1881, quando a questão abolicionista era discutida, ele lançou o romance "O Mulato". Com esta obra, Aluísio deu início à estética naturalista no Brasil, na qual são abordados temas como preconceitos e tabus sociais. Outros romances que seguem a mesma linha são "Casa de pensão" (1884) e "O cortiço" (1890).

(Imagem: Arte Migalhas)

(Imagem: Arte Migalhas)

Atualizado em: 20/1/2021 15:05