terça-feira, 19 de janeiro de 2021

PÍLULAS

Publicidade

terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Baú migalheiro

(Imagem: Arte Migalhas)

Em 19 de janeiro de 1809, há 212 anos, nasceu um dos primeiros escritores de contos dos Estados Unidos e considerado o inventor do gênero ficção policial, Edgar Allan Poe. Autor, poeta, editor e crítico literário, ele fez parte do movimento romântico norte-americano. Sua carreira começou com a publicação de uma coleção anônima de poemas, Tamerlane and Other Poems. Poe mudou seu foco para a prosa e passou os próximos anos trabalhando para revistas e jornais, tornando-se conhecido por seu próprio estilo de crítica literária. O escritor morreu aos 40 anos, no dia 7 de outubro de 1849, em Baltimore. A causa de sua morte é desconhecida.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Baú migalheiro

(Imagem: Arte Migalhas)

Em 18 de janeiro de 1535, há 486 anos, foi fundada Lima, a capital do Peru. A cidade foi fundada no vale do rio Rímac em uma área povoada pela política de Ychsma. Ela se tornou a capital do Vice-Reino do Peru e local de uma audiência real em 1543. No século XVII, a cidade prosperou como o centro de uma extensa rede de comércio, apesar de danos causados por terremotos e da ameaça de piratas. Depois da Guerra do Pacífico, a cidade passou por um período de expansão demográfica e renovação urbana. Está localizada na costa central do Peru, às margens do oceano Pacífico, nos vales dos rios Chillón, Rímac e Turín, e forma uma área urbana contínua com o porto de Callao.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

Baú migalheiro

(Imagem: Arte Migalhas)

Em 15 de janeiro de 1929, há 92 anos, nasceu em Atlanta, na Georgia, o ativista político e pastor protestante norte-americano Martin Luther King Jr. Ele ficou conhecido pela sua liderança na resistência não violenta e pela luta contra o preconceito racial nos Estados Unidos. Por conta de sua luta, recebeu, em 1964, o Prêmio Nobel da Paz (foi o mais jovem até então a obter a honraria). Menos de quatro anos depois, King foi assassinado, em Memphis, no dia 4 de abril de 1968. Seu discurso mais famoso, "Eu Tenho Um Sonho", foi proferido em março de 1963, em frente ao Memorial Lincoln, em Washington DC. Em 1986, foi estabelecido o Dia de Martin Luther King, sempre na terceira segunda-feira do mês de janeiro, data próxima ao aniversário dele. Em 1993, pela primeira vez, o feriado foi celebrado em todos os Estados do país.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

Baú migalheiro

(Imagem: Arte Migalhas)

Em 14 de janeiro de 1898, há 123 anos, morreu na cidade de Guildford, na Inglaterra, Charles Lutwidge Dodgson, mais conhecido pelo pseudônimo Lewis Carroll. Nascido no dia 27 de janeiro de 1832 em Daresbury, foi escritor, poeta e matemático. Ficou mundialmente famoso como autor do livro "Alice no País das Maravilhas". A história do livro teve origem em 1862, quando Carroll passeava de barco rio Tâmisa com Alice Pleasance Liddell, que tinha 10 anos na época, e suas duas irmãs. Durante o trajeto, ele começou a contar uma história sobre uma menina chamada Alice que viajava a um mundo fantástico após cair numa toca de um coelho. A menina gostou da história e pediu que Carroll a escrevesse. Dois anos depois, o primeiro manuscrito do livro estava pronto, mas seu nome inicial era "As Aventuras de Alice embaixo da terra". Depois, o autor chegou a fazer algumas alterações nesta história que virou um clássico da literatura mundial, com tradução para mais de 50 línguas e adaptação para o cinema.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

Baú migalheiro

(Imagem: Arte Migalhas)

Em 13 de janeiro de 1610, há 411 anos, Galileu Galilei descobriu o Calisto, satélite do planeta Júpiter. Seu diâmetro era de aproximadamente 4.900 km, transformando-o na terceira maior lua do Sistema Solar, com o mesmo tamanho do planeta Mercúrio. Seu nome procede de um dos muitos amores de Zeus, rei dos deuses olímpicos. Orbita em torno de Júpiter a uma distância média de 1.800.000 km, com um período de 16,6 dias. Ainda que o nome "Calisto" tenha sido sugerido por Simão Marius, pouco depois de seu descobrimento, esse nome e os nomes dos outros satélites galileanos não foram usados até meados do século XX. Usava-se a forma numeral romana e se denominava "Júpiter IV" ou "quarto satélite de Júpiter".   

terça-feira, 12 de janeiro de 2021

Baú migalheiro

(Imagem: Arte Migalhas)

No dia 12 de janeiro de 1913, há 108 anos, nasceu em Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo, o escritor Rubem Braga, considerado um dos melhores cronistas brasileiros. Irmão do poeta e jornalista Newton Braga, ele iniciou sua carreira na imprensa aos 15 anos, no jornal Correio do Sul, em sua cidade natal. Rubem Braga se formou em Direito, em Belo Horizonte, em 1932, mas nunca exerceu a profissão. Entre suas coberturas de destaque, estão a Revolução Constitucionalista, em SP, onde chegou a ser preso, e a Segunda Guerra Mundial, junto à Força Expedicionária Brasileira. Além de escrever e colaborar com várias publicações, Rubem Braga também escreveu crônicas, romances e adaptações. Ele morreu no dia 19 de dezembro de 1990, no Rio de Janeiro. 

segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

Baú migalheiro

(Imagem: Arte Migalhas)

Em 11 de janeiro de 1923, há 98 anos, nasceu, no Rio de Janeiro, Sérgio Marcus Rangel Porto, escritor, radialista e compositor, mais conhecido pelo pseudônimo de Stanislaw Ponte Preta. Ele ganhou fama por seu senso de humor refinado e pela crítica aos costumes nos livros "Tia Zulmira e Eu" e o "Febeapá - Festival de Besteiras que Assola o País", uma de suas maiores criações. Com uma intensa jornada de trabalho, ele escrevia para o rádio, TV, revistas e jornais, além de se dedicar aos próprios livros. Por conta da rotina puxada, ele, que era cardíaco, morreu de ataque do coração aos 45 anos, em 1968. Porto ainda compôs a música "Samba do Crioulo Doido". Boêmio e com admirável senso de humor, em sua memória um grupo de jornalistas e intelectuais fundou o semanário "O Pasquim", em 1969. 

sexta-feira, 8 de janeiro de 2021

Baú migalheiro

(Imagem: Arte Migalhas)

Em 8 de janeiro de 1942, há 79 anos, nasceu em Oxford, na Inglaterra, o físico teórico Stephen William Hawking. Doutor em cosmologia, foi professor lucasiano de matemática na Universidade de Cambridge, posto já ocupado por Isaac Newton. Com 21 anos foi diagnosticado com a doença degenerativa ELA (esclerose lateral amiotrófica), que afetou seus movimentos e ficou praticamente paralisado. Em 1985, precisou passar por uma traqueostomia após pneumonia e passou a se comunicar por meio de sintetizador de voz. Os principais campos de pesquisa de Hawking eram cosmologia teórica e gravidade quântica. Ele morreu em 14 de março de 2018.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

Baú migalheiro

(Imagem: Arte Migalhas)

Há 191 anos, em 7 de janeiro de 1830, morreu, no Palácio de Queluz, em Portugal, Dona Carlota Joaquina Teresa Caetana de Bourbon e Bourbon, rainha consorte do reino unido de Portugal, Brasil e Algarves e rainha consorte de Portugal por seu casamento com o Dom João VI. Com a revolução do Porto em 1820 e a morte de D. Maria I, D. João VI, então rei, decidiu retornar para Portugal com a família real e nomeou um conselho de regência para sua sucessão, presidido pela sua filha Isabel Maria de Bragança. Desta forma, Carlota Joaquina estava fora da linha sucessória, algo inédito já que sempre na história portuguesa a sucessão ficava com a rainha viúva enquanto houvesse menoridade ou ausência do herdeiro no país. No dia 10 de março de 1826, faleceu D. João VI. Afastada dos filhos e isolada, Carlota Joaquina morreu alguns anos depois, no dia 7 de janeiro de 1830, e está enterrada ao lado do marido, no mosteiro de São Vicente de Fora, em Lisboa.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2021

Baú migalheiro

(Imagem: Arte Migalhas)

Há 609 anos, em 6 de janeiro de 1412, nasceu Joana D'Arc, na cidade de Domrémy-la-Pucelle, na França. Denominada santa padroeira da França e considerada heroína da Guerra dos Cem Anos, ela morreu na cidade de Ruão, no dia 30 de maio de 1431. A mártir francesa foi canonizada em 1920, pelo Papa Bento XV, quase cinco séculos depois de queimada viva, acusada de bruxaria. O Parlamento francês também estabeleceu uma festa nacional em sua honra no segundo domingo de maio.

Publicidade